Vocabulário Metotíre

kut - sol
muturure - lua
aringró - céu
ná - chuva
koôk - vento
adjeine - raio
kri-kri - trovão
kuâ - fogo
ingô - água
bá - eu
gá - você
inikrá - dedo
inikrániê - mão
inhokôt - peito
niruá - mãe
kubenkrid - homem branco
ikran - cabeça
inó - olho
iamak - orelha
ikin - cabelo
iniakrê - nariz
iapê - lábio
itik - barriga
imú - pênis
ikiê - perna
ipári - pé
iparikrá - dedo do pé
inhotó - língua
ikamú - irmão
kikrê - casa
tá - ele, ela
kuben - homem
minire- mulher
ikrá - filho
ipron- esposa
djunuá- pai
baikatú- estou cansado
bakukren- eu como
bainó- eu vejo
ikaben- falar
baakô- eu fumo
baarê- eu nado
bahú- milho
bó- mata, floresta
idjuá - dente
ikag - pescoço
ipá - braço
móne - arara
punure - feio
pure - mosquitos
kroá - flecha
kroinre - serra
prin - pequi
kuben-ayé - rede
kupip - coberta
karinhô- cigarro, fumo
kumeti- muito, bastante
ken- pedra
pú- urucu
adjun- espera aí
kati- não
kukoi- macaco
rokronre- onça
baikõn- eu bebo
baikú- eu defeco
baitú- eu urino
ba karinhô akô- eu fumo
bakubin- eu mato
boi- aqui
atxim - luz
akati- amanhã
meitire - bonito
muruti- jenipapo
meakagakô- botoque
pretire- alto
kaganakô- machado
kokangó- borduna
kroire- papagaio
pru-pru- andar, caminhar
kuben-kó- roupa
prinre- pequeno
puká- terra
kodjokaigó- facão
dudjê- arco
turutire- banana
baaten- vou embora
ingrungne- bravo
kukrut- anta
Txukahamãi puka kukren - Txukahamãi come terra.
nimboi- venha aqui
Juruna puká kukren kati - Juruna não come terra.

Vocabulário Minhajirum

cabeça
kren

dente
kiyúdn

água
mãyán

fogo
chompék

sol
tepó

terra
nak

onça
kuparak

pássaro
bakan

Vocabulário Minuano

cachorro/cão
lochan

um
yut

Vocabulário Miranha

caháme homem
koadyé mulher
koaxpi pai
kuaahö criança
mökérekoa estrela
nisy vagina, vulva
tsímene criança

Vocabulário Mocovi

dente
ové

olho
niko-té

orelha
li-kela

água
varayák

fogo
norík

terra
alobá

homem
yalé

peixe
nayí

um
iñiateda

dois
iñabako

Vocabulário Mongoió

É uma língua muito singular, cheia de palavras bárbaras e extensas, com muitos sons guturais. O final das palavras é pronunciado de um modo breve e indefinível. Às vezes os sons nos parecem nasais, palatais e guturais a um tempo só. Abunda o ch alemão, além do k e ä; e tem, de ordinário, pronúncia muito breve; no final das palavras acham-se com freqüência o a e o o, mas tão destacados e breves como se o elocutor estancasse subitamente o som.
água- sa (a muito breve)
alegria- anchoro (ch gutural, ro com a ponta da língua)
alto- hoiniá (á breve, tudo pelo nariz)
anzol- kediahaie (e breve, hai acent.)
anta- herä (breve)
arara- tschokä
arco- cuan
areia- acdäengaranä (ädä breve [sic], en apenas audível)
árvore- hauué (ué breve, tudo pelo nariz)
assar- ????
ave- schaná
boca- häräko
bodoque- diapä (dia breve, pä idem)
boi- hereró (he indistinto)
bom- koikí
bonito- scho-hó (scho longo, hó breve e destacado)
borboleta- schakréré
botocudo- kuanikochiä
braço- nichuá (ch como em alemão, pelo nariz)
branco- inkohéro (he breve)
buraco- aekó (ae algo longo, ko breve)
buscar (vá ali e buscque!) - ihanä (ä breve)
cabeça- hero (lingual e muito breve)
cabelo- kä (muito breve e como que interrompido)
cair- kogerachkä (mal distinto)
calcanhar- hoak
calor- schahadio (dió [sic] breve, pelo nariz e céu da boca)
caminho- hyá
canoa- hoinaká
cantar- hekegnahekuechkä (pelo nariz, tudo breve e confuso)
capim- kaï (a e ï algo separados)
cavalo- cavaró (o meio como ü)
cera- hioí (todas as letras separadas)
choça, casa- dea (breve, pelo nariz e céu da boca)
chover- tsorachka
cinza- aechkeia
comer- niukuá (niu apenas audível, kuá acentuado)
coral (cobra)- dideré
correr- niani
corça- hénä
cutia- hohion (pelo nariz, sem acentuação particular)
criança- koinin (nin acentuado)
cuia- kerächká (äch breve e pelo céu da boca)
dar- adchó (ch palat.)
dá cá!- nechó (idem)
dançar- ecoin (nasal)
dedo (primeiro)- inhindió (inhin breve e indistinto)
dedo (segundo)- ndiachhiä (idem)
dedo (terceiro)- ndjaënó
dedo (quarto)- ndioëgrá
dente- dió
dia- ari (a arrastado, i e a breves)
dormir- hakegnehodochkó
espeto- ohindio (dió [sic] breve, palatal e mal distinto)
espingarda- kiakó
estrela- péo (o cheio, acentuação em e)
eu- echchá
faca- kediahadó (indistinto e breve)
falar- schakréré
fava- kegná
filho- kediägrá
flecha- hoay
flor- huänhindó
fogo- diachke
folha- ere (e muito breve)
fruto- keränä (e e ä final curtos)
ferida- andöhïu (dö indistinto, üi [sic] separados)
gato pintado- kuichhua-dan (tudo destacado)
grande- iró-oró
homem- hiiemá
ilha- kahoï
ir- man
irmã- ichodorá
irmão- kiachkoadan (as três últimas sílabas breves)
jacutinga- schanensü (ü entre ü, e e ö)
jacupemba- schaheiä
jaguatirica- kuich-hua (ch como em alemão)
jararaca- dká-hiä
jazer, estar deitado - konuï
jibóia- kta-hiä
língua- diacherä
lua (a)- hädiä (acento em diä)
luz- ichke (in gutural, ke breve)
macaco- caun (como a palavra portuguesa cão)
machado- jakedochkó
mão- ninkre (kre muito breve)
mar- sonhiä
mata- dochodiä
matar- hendechedau
mentira- nechionän
moço- crenän
monte- here
morrer- endiänä (diänä breve)
morto- hendechedau (e breve, ch palat.)
mutum- schachedá
muitos- eühiähiä (eü apenas audível)
mulato- kediachká (ach gutural e palat.)
mulher- krochediorá
nada- hatschhoho (hatsch algo alongado, hoho breve)
nadar- sandedá
não- moschi (breve)
nariz- nihiekó
negro- khohadá (kho tão breve que apenas se ouve, dá breve)
noite- huerachká ou húerá
olho- kedó
onça pintada- jaké-déré
onça parda (suçuarana) - jaké-koará
onça preta- jaké-hyä
orelha- nichkó (nich pelo nariz, ch pouco audível, kó breve)
paca- hohion (pelo nariz e sem acent. particular)
pai- keandá (e algo cheio)
pau, madeira- hoindá (oin unido, dá breve)
pedra- keá (nasal)
peito- kniochhere (here breve)
peixe- huá (nasal)
pequeno- krahado (kra com a ponta da língua, hado muito breve)
perna- tächketse (ketse breve)
pescoço- ninkhedió (khe indefinível, h nasal, dió muito breve)
pintar- indärä (därä breve)
polegar- nede (primeiro e indistinto, segundo breve)
ponte- hondiá (diá muito breve)
porco (doméstico) - kuä-hirochdá
preto- koachedá (e apenas audível, da [sic] breve)
queimar- undsedó (dsedó breve)
queixada (porco-do-mato) - kuä-hiä
queixo- nichkaran (nich gutural, tudo muito breve)
raiz- káse
rede- huerachkachká (tudo nasal e breve)
regato- sanhoá (hoá breve)
relâmpago- tsahochkó (kó breve)
rio - kedochhiä
sal- eschké (esch alongado, ké acent.)
sangue- kedió (e e o breves)
sim- koki (o indistinto)
aobre- hoéchoá (tudo breve e indistinto, o a especialmente)
sol (o)- hioso (ö [sic] entre ö e ü)
soprar- sckkí [assim mesmo no orig.] (i breve)
tamanduá-bandeira - perá
tatu (grande)- panká-hiä (ä destacado)
terra, chão- e (breve)
testa- aké (e breve e acent., a indist.)
tossir- cogerä (rä breve, nasal)
trovão- sankoray (breve, san apenas audível)
velho- stahie (i e e destac., e breve)
vento- hedjechke (je como em francês, ech palat., ke indistinto)
ventre- kniooptech (ech muito breve)
vermelho- cohirá (co quase inaudível, hirá pelo nariz, rá destacado e breve)
voar- hohdonichkó (ó breve)

Vocabulário Munducuru

cabeça- ôiá
cabelos- ôiaráp
sobrancelhas- ôiêtáembirá
pestanas- ôiêtáiprá
olhos- ôiêtá
nariz- ôiábé
barba- ôibiráp
bigode- ôibiráp
região malar- ôiutacú
bochecha- ôiácombi
lábios- ôibichê
boca- ôicombicherê
gengiva- ôinangribê
dente- ôináin
narinas- ôiábiuntá
moleira- ôiábiqui
mento- ôinháépáé
língua- ôicon
orelha- ôiaupi
pescoço- ôiamboé
pomo-de-adão- ôiêcaupê
garganta- ôiácombirá
nuca- ôiápi
esclerótica- ôitarupá
córnea- ôitacautá
peito- ôican-há
costela- ôiácharan
espaço intercostal- ôicharan-bipá
costas- ôichabi
coluna vertebral- ôiupiráu
espádua- ôiaun-piá
esterno- ôibaraô
clavícula- ôiaúpiauquenpiraú
braço- ôibaiquibi
antebraço- ôibabiquôi
cotovelo- ôibássanará
mão- ôibê
polegar- ôibachiri
indicador- ôibêpatchian
médio- ipiracêapêtê
anular- ôibiátabicheapêtê
mínimo- ôibiteitepê
falange- ôiberáu
falanginha- ôibeueárap
falangeta- ôibêabi
unha- ôibaná
mama- ican-un
grande peitoral- ôicampiêu
deltóide- baiquibin
bíceps- bábicutein
ventre- ôi-hê
coxa- ôiambi
perna- ôianhôpá
joelhos- ôien-há
calcanhar- ôieirá
tendão de Aquiles- ôican-han-hibê
tíbia- nhanonparaiê
músculo- nhenebunen
cérebro (miolos)- ôiábinun
intestinos- ôinhampê
fígado- iôpoê
baço- ôianchabioát
bexiga- ôirai
coração- ôichabirá
pulmão- ôichabirari
veia- ôicarapê
pele- ôibáumbichê
umbigo- taúin-pêá
cordão umbilical- tauin-pê
sangue- tôi
urina- ôiri
fezes- caitchun-au
ânus- epitá
escroto- chibará
pênis- eiraipê
vagina- dábi
mamar- tchê-tchi-piú
leite - ôicamoti
febre - pá-hi
dor - ôichabipi
pneumonia- ôicamapi
inchação- ôiêrat
ferida- ôiruarú
remédio- poca-ha
parto- itarê
animal- soátamain
carne- iên
mucuim- cassáu
carapanã- chi
pium- iôpoô
carrapato- purú
cobra- poribê
surucucu- poritambê
sucuri- peichiri
peixe- achimã
jaú- jahú
tambaqui- tambaqui
tucunaré- potï-pê
pacu- pacurê
curimatã- curimatã-á
planta- taïrá
alimento- uêbêáp
farinha- chintanan
açúcar- assucar-á
castanha- oêráin
cará- oaïda
batata- oêchiqueá
timbó- sauê
banana- acobá
milho- marárá
mandioca- ucepetá
manicuera- uacerá
melancia- melancia-á
pimenta- uáchin-han
fumo- hê
sal- cautá
jacu- márúrá
quati- pocúa-auá
jacaré- apát
jabuti- pô-hi
tartaruga- canhanharê
onça pintada- bararicát
onça preta- ôidjámiutô
anta- biú
tamanduá- uarêmantchê
ar- ibirú
terra- ipi
céu- tôpanê
trovoada- cabirúchichi
chuva- mabarap
vento- cabirú
água- iribi
lua- cachi-á
sol- cachipiap
pedra- itá
Tapajós- Irichiri
cachoeira- cachoeirú
nhambiquara- parabitátá
parintintim- pariuá

Vocabulário Mura-Pirahã

-abo'i' fazer numa direção para cima e para fora

-a'hoi' fazer varias vezes
-a'ip- fazer numa direção para baixo
-a'it- em oposição
-a'ob- fazer numa direção para fora
-a'op- fazer numa direção para fora
-a'p- fazer numa direção para dentro
baa'bi doente
ba'aga'i montar, pilhar
ba'ag-a'obi' empilhar
ba'agi muito; montado
ba'a-ha' muito
baa'i'hi'igi' devagar
ba'-a'ipa'i pentear-se
ba'-a'ip-a'pi' pentear-se
baa'tahai desfazer, desatar
ba'bai quase
baga'-a'bi emperrar, pegar-se
bag-a'boi' compartilhar, sobrepor-se
bag-aha'pi flutuar, ser levado
bag-a'ho-aag-a'pi passar
bagai' quase
baiai temer
ba'opi esfregar
bi-igio' para baixo
bi'isa-ho-a'boi' apertar a mão
botoi n cicatriz
ga'i dizer, falar, aqui
ga'ig-a'b-o'pi' atar, dar nó
ga'ig-a'hoi' amarrar várias vezes, dar corda
ga'igi' amarrar
ga'ig-o'pi' amarrar para fechar
ga'i-hi isto
go' que, o que
go'-gi'i's-o quanto, por que; como
go'o' aonde
-hai' futuro

hi'-abi negação temporária

hi'-o'gi-a'aga-o todos os homens
ho-a'boi' soltar, passar, dar
hoa'i-ipi acender
ho-a'op-a'pi compartilhar com vários
hoapiigi' soprar com a boca
hoi soltar, passar, abrir, sair, dar
hoi' mais do que um pouco, alguns
ho'i pouco
hoigi' sujo
ho'iihi'i único, um
kaab-a'obi' morder
kaa'bi encher saturar, esticar, puxar, espalhar
kaaga-kai estudar
kaap-a'bogi' espremer, apertar-se
kaap-a'boi' tomar banho pulando na água, salpicar
kaap-a'obi' atirar
kaap-a'opi cortar em fatias, despedaçar, espalhar
kaapi' matar
kab-a'b-o'pi' acabar, terminar
kabi negação-condição permanente
kaga-ka'obi' escrever
kaha'pi viajar, soltar, voar
ka'i incomodar, mexer com, atrapalhar, mexer em
kai'bai espalhado
kaib-a'ipi' derramar
ka'ib-a'ipi' derramar
ka'ipi' fazer, construir
kao-a'ipi' falar com sotaque
kaobi' cair
kao-hi'-aaga' bocejando
kao-hi'-aaga'o' bocejando
ka'o'i' quem
kaopi' voltar para o lugar de saída
ko' doce
ko-a'boi' cobrir
ko-a'i adj. dead, morto
koata'-a'ho-aagi dobrar
kobai observar, assistir, olhar, observar
kog-a'op-a'pi urinar em pé
kog-a'pi urinar
kohoi comer muitas vezes
koi' muito, bem
ko'o'i' pequeno
ko'o'saa'ga não saber
kopa'i preto
kos-aaga' olhar fixamente
-o'i't- partir, em pedaços
-o'p- fazer, fazer numa direção para cima
pa'abi rasgar
pi água
pi-aga'ab-opi' torcer, apertar
piixi longo, comprido
pio também
saha-xai não deve

siitoga'o cinto

ti'a'-a'hoi' quebrar uma coisa dura

tigi duro

tiixi-a'op-a'pi' ferver até ficar muito mole
ti'-xo'gi-a'aga-o todos nós
tooi alto
xaaga' ter, estar com
xa'a(ga) ser
xa'aga2 seco, baixo, vazio
xa'ag-a'boi' vazar, secar
xaag-a'ho-aaga' virar, transformar, mudar
xa'a'hai' ir
xaai'bi claro, limpo
xa'a'-ib-o'gi depressa
xa'a'pa'-itai cabelo
xa'as-aag-opi' limpar, passar sobre, alisar
xa'a'si limpo, novo
xa'a'-xa'ho'i'' devagar
xa'ba só
xa'b-a'ipi' sentar-se
xa'b-a'obi' curar, ficar bem
xabaxa'i só
xa'bi' ficar, pegar
xabo'o'pa'i voltar
xagaia' torto
xagi'i frio
xaho-aaga' começar, ir para, sair para
xahoa-kohoa'i madrugada
xahoa-ko'hoa'i madrugada
xa'ho'i' fazer
xai estar, liga adjetivos abstratos com nomes
xa'i incomodar, mexer com, atrapalhar, mexer em
xa'isi fora
xait-a'ho'i' dormir
xaoo'-s-a'b-a'ipi' ajoelhar-se
xaopi' estar bravo, brigar
xapo-a'i acariciar, beijar
xapo'o'bii amargo, azedo
xi'a'-a'ho-aaga' enfraquecer
xi'a'-a'hoi' dobrar
xib-a'boi' flechar
xib-aha'pi desfazer, desamarrar
xi'bai'si marido ou mulher
xib-a'it-o'pi' esfregar
xib-a'obi bater, chocar
xibi' bater
xi'biga'i forte, grosso, escuro
xi'biga'isi avós
xibi'ibi mandar, enviar
xibi'ooi' inseto que voa
xibo-g-a'pi entrar
xib-og-a'pi entrar
xiboi n pedaço
xib-o'i't-a'ipi' cortar
xib-o'i't-a'opi cortar
xi'ga correto, exato
xig-aap-a'ipi' furar repetidamente
xig-a'ap-a'ipi' furar repetidamente
xig-aap-a'obi' apunhalar, furar
xig-a'ho-aag-a'pi' trazer
xig-a'ho-aag-o'pi' levar
xig-a'obi pregar, fixar
xig-ap-opi' colocar miçanga num fio
xigi' carregar, sair com, roubar
xi'gi duro
xigia'b-a'opi' crescer (plantas)
xigia'bi similar, semelhante
xigi'-aha'pi viajar
xigi'a'i certo
xig-o'pi' soprar, borrifar
xihi' colocar
xihi'-abo'i' suspender, fixar, pendurar
xihi'-a'boi encaixar, ajustar
xihi'-a'boi' encaixar, ajustar
xihi'-a'ipi' guardar, plant
xihi'-o'gi' caro
xihi'-o'pi' abotoar
xihoa'-a'boi' molhar
xii'a'opi' ralar
xiiga'ha' duro
xi'i'ga'i costas
xi'-o'gi-a'aga-o todas elas
xi'o'i'i fragmentado, ondulado
xip-a'boi' talhar, enfiar uma coisa pequena
xip-opi' descascar com uma faca
xisa-a'ipi' cantar
xisi' chorar, lamentar
xi'siitai pena
xi'sitoi pôr-se de pé
xit-aa'bi descascar com a mão
xit-aba'aboi' concertar, fechar
xit-aba'ab-o'pi' fechar, apertar
xitai' coberta
xit-a'ipi' beber
xitiga' firmar, fixar
xito-aa'bi abrir puxar ou empurrar para abrir, tirar
xito-a'opi' cair em pedaços
xitoi sair, separar
xito-opi' tirar cortar, despir-se
xo-a'boi' vestir-se, comprar
xo-a'obi' usar roupa no corpo
xoaogabi demorar
xo-a'op-a'pi' limpar, secar, esfregar
xoba'axai fazer bem
xob-a'bo-g-a'pi' enfiar uma linha
xob-a'boi' mexer acrescentar, virar de cima para baixo, mover de dentro para fora
xob-a'ipi' guardar
xob-opi empurrar, soprar
xogi' querer
xo'gi-aag-aha'pi crescer para ser grande
xo'gi-a'aga-o todos
xo'gio' todo(s)
xoho-a'opi' cacar, procurar
xoi mão
xoi' segurar com a mão, proteger com a mão
xo'i bonito
xo'i' segurar, proteger
xo'i'2 bonito
xoixi'i' leve
xoo'i' mato, saúde, lugar
xo'o'i' pequeno, permanente
xop-a'ipi' pisar, andar em
xopi' levantar, sair, mandar-se
xoti' brigar

Vocabulário Nacnanuque

cabeça
kren

dente
kiyun

água
miñam

fogo
chonpek

sol
tarú

terra
nak

arco
uaishik

onça
kuparak

pássaro
bakan

Vocabulário Nacrerré

cabeça
kren

dente
dzyon

fogo
shompek

sol
tepó

terra
nak

arco
uazyik

onça
kupara

pássaro
bakan

Vocabulário Napeca

ahum tu
akkom água
iyadi-che dente
papuitio sol

Vocabulário Naque-Nhapema

cabeça
krén

dente
kzyun?

água
mna

fogo
chompék

sol
tarú

terra
nak

arco
uazyik

onça
kuparák

pássaro
bakan

Vocabulário Nauquá

ama mãe
apitisi avó
ápitsi avô
áuva irmão do pai
erináu homem
itau mulher
itau anatöl mamilo
itauiröri, öl, uiröri vagina, vulva
kapura meio dia
kono-oho chuva
okoto arco-iris
ome pajé
ukahurutile noite
umuru, muru filho
utävuru ventre
utoto, ututu homem
uvanatöl mamilo
uvinyotito escroto
uvonita, uvónito umbigo
uvori, uvöri pênis

Vocabulário Nhambiquara

Tarefa difícil é a obtenção de vocabulários de uma tribo como a dos Nhambiquaras, que se tem conservado fora do contato dos civilizados. Não se pode contar, nem ao menos, com o concurso de intérpretes indígenas. E assim, nunca se tem a certeza de que o índio tenha compreendido exatamente o que se lhe pergunta, nem de que a sua resposta seja a mais adequada.

Os seguintes vocábulos foram conseguidos dos índios do Juína:

mão- naïquecê
peito- nônocá
nariz- nouánênê
olho- nôssenê
que é isto?- irunditiá
sol- iruquecê

Índios de Campos Novos:

cabelo- toaïniquecê
olho- toaïentsê
fronte- toaïanaquicê
nariz- toaïnequetancê
boca- toaïucê
barba- toaïtucê
dente- toaïecê
língua- toaï-hu-herê
orelha- toaïnanecê
pescoço- toaïerecê
peito- toaïnocacarê
saliência mamária- toaïnunquecê
costela- toaïnintecê
clavícula- toaïcracecê
ventre- toaïcatanicê
umbigo- toaïnentecê
pênis- toaïquicê
testículos- toaïquinancê
coxa- toaïniquicê
perna- toaïcucecê
pé- toaïnquicê
mão- toaïtolocê
polegar- toaïtacê
indicador- toaïquetecê
dedo médio- toaïquenôráneacê
anular- toaïquidutecê
dedo mínimo- toaïquecacê
unha- toaïcanaquecê
faca- iurê
rifle- uquecê
terçado- odiguenacacaicê
arco- duducacê
flecha- arainzê
colar- iêriquicê
contas do colar- caunriquecê
cordão- areinancê
roupa- uárinquárinzê
pano- cuinanzê
palha do teto- hêrênanzê
couro- unuterararê
pau- issucê
chifre- ununatacê
caneco- catecê
mesa- ericorocê
fogo- anicê
terra- inquinecê
sol- utianezê
algodão- cunhatecê
feijão- cadaquenacê
fumo- etecê
milho- queiáquicê
farinha- oriquenazê
açúcar- duiacê
água- hôreacê
homem- nhaurarocê
trabalhador - toánucê
mulher- êdarudacê
criança- oáidicê
cachorro- oáirurê
remédio- oraireacê
branco- êcênanzê
amarelo- uaicêdiceditenanzê
azul - uaiúreúquenazê
preto- uáririrê
vermelho- ôrêhedenazê
sim- eraintenezê
não- raintecê

Vocabulário Nheengatu Tupi

Obs.: "e~", "i~" e "u~" representam e, i e u nasalizados.
Em muitos casos ocorre redundância nessa informação, grafando-se vogal + "~n".
A

A – Prefixo prenominal da 1.ª pessoa. Ex.: Ixé arekó — eu tenho; ou por contração: Xárekó. Às vezes para mais expressão e energia dizem assim: Ixé xá rekó.
Á – Ali, lá, acolá.
Aápé – Ali, lá, acolá.
Aba – Homem. Aba não aparece no vocabulário de O selvagem. Couto de Magalhães dá homem como apgáua. Sendo a raiz que significa homem: áua. O professor Roquette Pinto acha, no entretanto, que devemos conservar aba, pois apgáua significa o macho de todos os animais: Abaeté – Homem honrado, de verdade.
Aba – cabelo.
Abaúna – Homem preto.
Abajá – Mestiço.
Abatinga – Homem branco.
Aca – Chifre.
Acaiú – Ano.
Acutí – Cutia.
Aetá ou aitá – Eles, pronome da 3.ª pessoa do plural. É uma contração de ahé – ele, e etá ou itá – sinal de plural: partícula que corresponde ao nosso "s".
Ahé – Ele. Pronome da 3.ª pessoa do singular.
Aitá – O mesmo que aetá – ele.
Aiua – Velho/a. Estragado/a. Adjetivo que se aplica geralmente às coisas e animais. Homem velho – tuiúé. Mulher velha – uáimi~.
Aiúm ou Anhu~ – Senão, mais que, só, somente.
Ajúra – Pescoço.
Akanga – Cabeça. Akangaiúa – louco (cabeça estragada). Akangaima – sem cabeça, acéfalo (akanga – cabeça + ima – sem), pode significar também bobo, tolo, idiota.
Akanga-atára – Ornato da cabeça. Akangací – dor de cabeça.
Amâna – Chuva. Amãnapipi – chuvisco. Amãnauaçú – tempestade. O selvagem dá como tempestade: iuitúaiúia. Iuitú é vento. Amãna-ára – dia de chuva (chuvoso).
Amanijú – Algodão.
Amaniú ou amanijú – Algodão. Amaniú inimu~ – linha ou fio de algodão.
Amira – Finado.
Amú – Outro/a.
Amúaúa – Alguém.
Amúara – Alguns dias.
Amúitá – Outros/as.
Amúketé – Para alguma parte.
Amúkuecé – Anteontem.
Amú-tetãma-uára – Estrangeiro, isto é, outro pátria-alguém.
Ãn – O mesmo que ãna – partícula que indica passado, quando adicionada ao presente indefinido (V. âna).
Ãna – Ou simplesmente ãn – partícula que, adicionada ao presente indefinido, forma o passado. Ex: Xá rekó ãna – eu tinha, eu tive.
Ãna – Já. Ex.: Ce quérãna – estou já aborrecido (cuéra – aborrecido, ãna – já).
Anãma – Amigo, parente.
Anãma-eté – Amigo de verdade.
Anãma-reté – Muito amigo.
Anãmapiá – Amigo do coração.
Ané – Nuca.
Anga – Sombra. (Às vezes, reflexo). Alma.
Angaipáua – Culpa, pecado.
Anhanga – Deus que protege a caça. Incapaz de boas ações para com o homem.
Anhu ou aium – Só, somente.
Apé – Ali, lá, acolá.
Apecatú – Longe.
Apecõn – Língua.
Apekéxinga – Calvo.
Apgáua – Homem. Significa melhor o macho de todos os animais. Ex.: Iauára apgáua – cão. Iauára cunhã – a fêmea [do cão].
Apucuitáua – Remo.
Apu~na – Forno.
Apú~nacaá – Forno do mato, era o nome que os indígenas davam ao botão floral da vitória-régia, devido à sua forma oblonga.
Aqúá – Entendimento.
Aqúáíma – Sem entendimento, tolo, idiota, bobo. (ma – sem).
Ára – Tempo, dia. Ára iané iané – Todo dia. Opain ara opé – Todos os dias.
Ára – Terminação que forma o substantivo dos verbos ara, uára e çáua. Exs.: Munhãngára – obreiro. Munha – verbo fazer. Munhã-çáua – a obra.
Arãma – A, para (alguém), signal dativo. Também se usa çupé. O dativo se forma seguindo o nome: Ex.: Xá rúri iepé iuá José arãma – Eu trago uma fruta para José. Xá nhee~ ãna Pedro çupé – Falei a Pedro.
Aráxá – Planalto – região mais alta de um sistema qualquer. Ará – dia. Xá – ver. Donde se vê o sol de manhã [ou] ao cair da noite.
Ári – Cair.
Áripe – Sobre, em cima, em riba. Exs.: Caneatinga-rerú oikó mirá-peva áripe – o castiçal está em riba da mesa.
Arupé – Por ali.
Atára – Ornato, enfeite, adorno. Ex.: Acanga-atára – ornato da cabeça. Piatára – enfeite do pé.
Auá – Quem? A presença das partículas interrogativas: auá, será, tá, tahá ou pá, estabelece a distinção entre as frases interrogativas e as afirmativas. Ex.:
Auátahá – quem?
Auáta – Quem? Partícula interrogativa (v. Auá).
Aúatí – Milho.
Auátií – Arroz.
Áva – Cabelo.

B

Bacaba – É uma bebida.
Bebé – Voar.
Bejú – Beiju. Espécie de biscoito feito de farinha de mandioca (vocábulo tupi que passou para o português).
Boia – Cobra.
Boia-uaçú – Cobra grande.
Búicuá – Sujar.

C [Ver Ç após o final da letra C]

Caá – Mato, folha.
Caãn – Experimentar.
Caápé – No mato.
Caáxirica – Folha seca.
Caámunú – Caçar.
Caamuniçáua – Caçada.
Caápira – Limpador de mato. Montador.
Caapoi~n – Ilha.
Caapõm – Capão (mato).
Caamúnúçáua – Caçada.
Caápóra-uaçú – Gigante.
Caátinga – Catinga (mato) (mato branco?).
Cahapóra – Ente sobrenatural.
Cái (ou çapi) – Queimar.
Caima (ou canhimo) – Perder.
Cairé – Lua cheia. Catiti – lua nova. Ambas têm a missão de despertar saudades no amante ausente.
Camí – Leite.
Canhimo (o mesmo que caima) – Perder.
Capii – Capim, erva.
Cariua – Homem branco, cristão.
Cariuóca – Mulato, mestiço.
Catereté – Era dança religiosa entre os tupis.
Catiti – Lua nova. Cairé – lua cheia. Ambas têm a missão de despertar saudades no amante ausente.
Catú – Bom.
Catúçáua – Bondade, lado direito.
Catúpire – Melhor.
Catúreté – Ótimo.
Cáua – Marimbondos.
Cãuéra – Osso, caveira.
Ce – Meu, minha.
Ce-mahã – O meu. Minha coisa.
Ce-mukáua catú – Minha espingarda é boa.
Ce pia çui (xíí) catú – Do meu coração; de boa vontade.
Ceíia (ou cetá) – Muito/a/os/as.
Ceiucí – Significa a constelação da Plêiade ou 7 Cabrinhas como diz o povo.
Ceiucí – Velha faminta. É também o nome de uma fada indígena que percorria os bosques sempre perseguida por eterna fome.
Cekiie – Medo.
Cemiiua – Alagado.
Cêmo – Sair (também significa nascer).
Cemu~ti~ma – Esconderijo.
Cenó – Ouvir.
Céra – Nome (quando se fala na 3.ª pessoa).
Cerimáu (ou xerimbabo) – Animal doméstico.
Cetá (ou ceíia)- Muito/a/os/as.
Cetá i – Muitas vezes.
Cetúna – Cheirar (sentir pelo nariz).
Chiróra – (Siróra) – Roupa.
Chirôrai~ma – Nu. (v. xiróra).
Cicaátã – Resina.
Cicari – Procurar, buscar.
Cicurijú – Sucuri.
Cikináu – Fechar.
Cinimu~ – Sinimbu.
Cinipuga – Lustroso/a.
Coarací – Sol.
Coarací-iuaté – Sol alto.
Coaracipé – Ao sol.
Coéma – Manhã (do nascer do sol até 9 horas). Iané coêma – bons dias (cumprimento).
Coéma-eté – Cedo.
Coéma-piranga – Madrugada (o vermelho da manhã).
Coéma-ramé – De manhã, pela manhã.
Cuára – Vivente (v. guára, uára).
Cuéra – Aborrecido.
Cuhire – Agora.
Cuhire tehe~n – Agora mesmo.
Cuí – De. Ex.: Tupã cuí – de Deus. Usa-se também cuiuára ou xiiuára. Ex.: kicéitaxiiuára – faca de pedra.
Cuia – Cuia (vocábulo caboclo tupi que passou para o português).
Cuiambúca – Cumbuca.
Cuíre (o mesmo que cuhire) – Agora.
Cuiuára – De (v. cuí).
Cujubí – Pássaro. Uma espécie de jacu.
Cumandí (ou cumaní) – Feijão.
Cumandiassú – Fava.
Cumaní (ou cumandí) – Feijão.
Cumutí – Pote.
Cupé – Costas.
Cupií – Cupim.
Cupixáu (ou cupixáua) – Roça.
Cupixapé – Na roça.
Cupixáua (o mesmo que cupixáu) – Roça.
Curí – Partícula que, adicionada ao presente indefinido, forma o futuro. Ex.: Xárecó curí – Eu terei.
Curumi~ – Menino (moço).
Curumi~uaçú – Menino quase homem.
Curumiri~ – Logo.
Curupira – Deus que protege a floresta.
Cururú – Dança religiosa dos tupis.
Cururúca – Ronco, berro.
Curuté – Depressa.
Curute~n – Depressa.
Curútéuára – Repentinamente, de repente.
Curútéuára – Facilmente (num instante).

Ç

Çaãn – Experimentar.
Çácanga – Ramo.
Çacaquéra – Atrás, para trás.
Çacémo – Latir.
Çaçi (ou çaçiára) – Triste.
Çaçiára (ou mesmo que çaçi) – Triste.
Çacú – Calor, quente.
Çaharú (ou çarú) – Esperar.
Çái – Azedo/a. Içai – vinagre (água azeda).
Çaiçú – Amar, gostar.
Çaié (ou iandára) – Meio-dia.
Çapi (o mesmo que caí) – Queimar.
Çapiá (ou rapiá) – Escrotos.
Çaquéna (ou çaquénaçaua) – Cheiro, perfume.
Çaquenaçáua – Cheiro, perfume.
Çára – Terminação que forma o substantivo dos verbos.
Çarú (ou çaharú) – Esperar.
Çáua – Terminação que forma o substantivo dos verbos (v. ára).
Çáua – Pena.
Çáuai~ma – Depenado.
Çauké – Perto.
Çeii – Conduzir.
Çi – Mãe.
Ço – Ir. (Faz no imperativo coin).
Çoo – Carne (enquanto no corpo com vida).
Çoo – Caça, animal do mato.
Çooquéra – Carne (fora do animal).
Çorí – Alegre.
Çuá – Cara, rosto (para a 3.ª pessoa). Para a 1.ª e 2.ª pessoa – Ruá.
Çuaçú – Veado.
Çuaçuapara – Veado grande (do tamanho de uma novilha mais ou menos).
Çuiáia – Cauda, rabo.
Çuai~n – Margem.
Çuaindá – Outro lado. Outra margem.
Çuai~ndape – Outra margem.
Çuãti – Aparar.
Çuaxára – Responder. Lado, banda, margem. Amú çuaxára – outra margem.
Çuí (ou xií) – Do (lugar de onde alguma coisa vem). Ex: Xá iúre Caraí çuí (xií) – Eu venho do Icaraí.
Çuikira – Azul.
Çupapáu – Quinta-feira.
Çupí – Na verdade.
Çupiá – Ovo.
Çupí-tenhem – Em verdade, na verdade. Sim senhor.
Çupíre – Conduzir, carregar.
Çurára – Soldado.
Çurára-parana-pora – Marinheiro (soldado que mora no mar).
Çutinga – Vela.
Çuú – Morder.

E

Eé – Sim, sim senhor, está bem, etc.
Embira (ou membira) – Filho.
Enguá – Pandeiro.
Enú – Pôr.
Epejá – Fulano.
Eré – Adeus! Sim. Sim senhor, está direito, está bem, etc.
Erundí – Quatro.
Eté (ou etê) – Verdadeiro, de verdade.

G

Gaápira – Cima.
Gaápira-keté – Para cima, rio acima.
Guára (ou cuára) ou uára – Vivente, morador.
Guarací (ou Coarací) – Sol (guara – vivente + ci – mãe).
Guarará-péva – Viola indígena. (Instrumento com três cordas de tripa).
Guirapurú – Deus que protege os pássaros.
Guaraní – Guerra.

I

I – Seu, sua.
I – Pequeno, isto é, diminutivo no fim do vocábulo. Ex: Piraí – peixinho.
Í – Água.
Ia – Prefixo nominal da 1.ª pessoa do plural. Ex.: Iané iaikó ou iané iaço – nós temos, nós vamos.
Iací – Lua, mês.
Iací-tátá – Estrela.
Iací-tátá-uaçú – Vênus.
Iací (ou Jací) – Lua (já – vegetal + ci – mãe).
Iacii – Ladino/a.
Iaçu – Arriscar.
Iaitiúa – Cerrado (mato). Capoeira.
Iáiúra – Pescoço.
Iákáu – Ralhar, zangar.
Iakira – Verde.
Iandára – Meio-dia.
Iandé – Nós (o mesmo que iané).
Iandí – Azeite.
Iané (ou iandé) – (Pronome da 1.ª pessoa do plural) Nós. Ex.: Iané (iandé) iaikó – nós temos.
Ianécoéma – Bom dia (cumprimento) (isto é, nossa manhã). Respondem: Indaué.
Ianékaruca – Boa tarde.
Ianépituna – Boa noite.
Iapi – Atirar.
Iapiçáka – Escutar.
Iapiíre – Varrer.
Iapoú – Cheio, farto.
Iapirári – Abrir.
Iaqirarí – Mover. (Iakirari).
Iára – Senhor.
Iára-uaçú – Chefe (senhor grande).
Iatei~ma – Vadio, preguiçoso.
Iatúca – Curto/a.
Iatúca-reté – Muito curto.
Iauára – Cão.
Iauára-cunhã – Cão (fêmea).
Iauáraeté – Onça.
Iauáu – Fugir.
Iaué – Como igual. Como bem. (V. mãe). Para traduzir a expressão "tanto como", dizem maiiené.
Iáukí – Bulir.
Iautí – Jabuti.
Ibáke – Céu.
Ibi~ (ou iuí) – Terra, chão.
Ibitura – Barranco.
Içái – Vinagre (água azeda).
Icatú – São, com saúde.
Icei – Sede.
Ienõ – Deitar.
Iepé (ou oiepé) – Um.
Iepé-iepé – Cada um.
Iepéa – Lenha.
Igaçába - Vasos de água.
Igára - Canoa.
Igárapáua - Porto.
Igárapé - Igarapé (caminho de canoa).
Iirón – Perdão.
Íiuá – Braço.
Iiuá-penaçáua – Cotovelo (tortura do braço).
Ikáua – Manteiga, creme.
Iké – Aqui, cá.
Ikénhu~to – Perto, junto, aqui mesmo.
Ikirimáua – Esperto.
Ikó – Ser, estar.
Íma – Sufixo que forma todo adjetivo ou substantivo negativo. Ex.: Catu – bom; catuíma – sem bondade. Teça – olho; teçaíma – cego.
Imací – Doente. (Icatu – são).
Imíá – Pilão.
Inaié (ou inagé) – Gavião.
Inagé (ou inaié) – Gavião.
Ine~ma – Catinga, mau cheiro.
Indaué – Resposta às saudações. Ex.: Ianékuruca – boa tarde. Respondem: Indaué.
Inimbo (o mesmo que inimú) – Fio, linha.
Inimú (ou inimbo) – Linha, fio.
Inti – Não.
Intiauá – Ninguém.
Intimahã – Não, nada.
Intirai~n – Ainda não.
Ipahá – Dizem...
Ipáua – Lago, lagoa.
Ipaúapí – Poço.
Ipéca – Pato.
Ipiama – Buscar, trazer.
Ipipe – No fundo.
Iporai~ma – Vazio.
Ippie – Campo.
Ipuçú – Comprido (Iatúca – curto).
Ipuçureté – Muito comprido.
Ipuchí – Perigoso/a.
Ira – Mel.
Iraiti~ – Resina, breu, cera.
Irúmo – Junto.
Irúmouára – Companheiro.
Irúrú – Molhado.
Itá – Pedra.
Itá – Plural das palavras – corresponde ao nosso "s".
Itajubá – Ouro (pedra amarela).
Itan – Pedra polida.
Itanhae~ – Panela. Prato. Sino.
Itápúa – Prego, arpão.
Itapuã – Pedra levantada (em ponta).
Itapurú – Verme.
Itátá – Cachaça.
Itica – Pescar.
Itú – Cachoeira.
Iu – Partícula que torna o verbo recíproco e passivo. Ex.: Mano – morrer. Iumanõ – morrer-se. Oiumanõ – fingiu de morto.
Iú (ou jú) – Espinho.
Iua – Árvore.
Iuá – Fruta.
Iuaçú – Custoso/a.
Iuaçúuára – Dificilmente, dificultoso.
Iuáka – Céu.
Iúca – Matar. Podre.
Iucareteãna – Já podre.
Iuaté – Alto. A pino.
Iucãna – Laço.
Iúci – Limpar.
Iuçúaçu – Sexta-feira.
Iui – Sapinho.
Íuí – Terra, chão.
Iuíre – Nem (às vezes – não).
Iuíre – Voltar.
Iuítú – Vento.
Iuítúaiúa – Tempestade.
Iúkici – Caldo.
Iukira – Sal.
Iúm – Senão. Mais que. Somente.
Iumací – Fome. (Quando querem dizer: eu quero comer ou estou com fome, se expressam assim: Xá iumací.)
Iumãna – Abraçar.
Iumimi – Esconder.
Iumú – Frechar.
Iumucúari – Descuidar, descuidado.
Iumuhã – Aprender.
Iumuhe~ – Rezar.
Iumundéo – Vestir.
Iumutari – Ter vontade, desejo de.
Iupana – Lavrar.
Iupanaçáua – Lavrador.
Iupipica – Alagar.
Iúpire – Subir.
Iupirú – Principiar.
Iuquáo – Parecer.
Iurará – Tartaruga.
Iúre – Vir.
Iurú – Boca.
Iuruparí – Diabo (ou Juruparí). Ente sobrenatural que atormenta o índio durante o sono.
Iúruré – Pedir.
Iutícá – Batata.
Iuúca – Tirar.
Ixé (ou simplesmente xé) – Pronome pessoal da 1.ª pessoa – Eu. Ex.: Ixé (xé) arekó – eu tenho.
Ixupé – Para ele.

J

Já – Vegetal.
Jací – Lua (v. Iací).
Jaguára – Cão.
Jandí – Óleo, azeite (na costa).
Jú (ou iú) – Espinho.
Juparanã – Mar de espinhos.
Jubá – Amarelo.
Jurú – Boca.
Juruparí (ou Iuruparí) – Diabo. Ente sobrenatural que visita o selvagem em sonho, causando aflições.

K

Kári – Mandar, ordenar. Ex.: Mandar levar – raço kári. Mandar varrer – piivi kári.
Karúca (ou carúca) – Tarde (das 5 às 7). Exs.: De tarde – karúca ramé. Boa tarde (cumprimento) – iané karúca.
Kau~í – Bebida.
Kau~í-piranga – Vinho.
Kau~í-tátá – Cachaça.
Keté (alguns dizem keti, kiti) – Lugar para onde. Ex.: Xa çô ce róca keté – vou para minha casa.
Kiçáua (ou túpa) – Rede de dormir.
Kicé – Faca.
Kicé-miri~ – Canivete.
Kii~nha – Pimenta.
Kiki máua – Força (?).
Kirimáuaçáua – Valor, valentia, valente.
Kirupi – Ladrão.
Kiuáua – Pente.
Kiuira – Irmão.
Kuá – Cintura.
Kuá-xãma – Tanga (corda de cintura).
Kuçukui – Eis aqui...
Kuecé – Ontem. Anteontem – amú-kuecé. Trasanteontem – amú-amúkuecé.
Kurumi~ (o mesmo que curumi~) – Menino.

M

Mahã – Olhar.
Mahá – Coisa. Ce máhá – minha coisa. Roupa.
Máháta – Quê?
Mahãtahá – Quê?
Maharecé – Porque.
Mãi – Como.
Maiiaué – Tanto como.
Mairamé – Quando?
Mairí – Cidade.
Maitáreçaçáua – (saudação) Como passas?
Maité – Pensar.
Makaco – Macaco.
Mamãna – Enrolar.
Mamé – Onde? Aonde?
Mamé keté – Para onde?
Mameára – Saudade. Lembrança.
Mamungára – Ladrão.
Manhu~n – Aquilo. Somente. É uma contração de mãhã-anhu~.
Maniáca – Mandioca.
Mano – Morrer.
Manuara – Lembrança (saudade).
Maraári – Cansado.
Maracá – Instrumento de música de modo geral.
Maracatí – Navio.
Marãma – Para o que.
Matarí – Uma espécie de cercado para apanhar peixe.
Mataví – Saquinho que trazem dependurado ao pescoço, onde guardam o fusil e isqueiro.
Mbaé (ou umbaé) – Coisa.
Mbí – Mato.
Mboitatá – Deus que protege os campos. É submetido à influência da luz – Jaci.
Mahe~ – Dar.
Meiú (o mesmo que beju) – O que substitui o biscoito.
Membira (ou embira) – Filho.
Me~mi – Flauta, gaita.
Me~na – Marido. Esposo.
Menára – Casar.
Mendaçára – Casado.
Mendári – Casar.
Meué – Devagarzinho.
Meué-rupi – Vagarosamente.
Miaçúa – Vassalo, criado, escravo.
Miapé – Pão.
Miapémunhãgara – Padeiro.
Micúra – Raposa.
Mimi – Ali, lá, acolá.
Mimoí – Cozinhar.
Mira – Gente.
Mirá – Pau, madeira (mbira).
Miráçanga – Porrete, bengala.
Mirápeva (ou mirapapeua) – Mesa. (Mira – madeira + peva ou peua – chata: madeira chata).
Miricó – Esposa.
Miri~n – Pequeno.
Mitá – Ponte.
Miteú (ou mituú) – Domingo.
Mi~tuú – Descansar.
Mituú (ou Miteú) – Domingo. A divisão dos dias é resultado do contato com os civilizados.
Mixira – Assado.
Mixíri – Assar.
Moacú (o mesmo que muacú) – Aquentar. Aquecer.
Momeuçáua – Lenda, história.
Mokoin (ou mukui) – Dois (2).
Monoc (o mesmo que munúca) – Cortar.
Monhã (o mesmo que munhã) – Fazer.
Mu – Irmão.
Muacú (ou moacú) – Aquecer, aquentar.
Muaçú – Aquentar.
Muaçúaca – Lavar.
Mucai~ma – Perder.
Mucamehe~ (ou muiuquáo) – Mostrar.
Mucamehe~ (muquáomehe~n) – Mostrar.
Muçarái – Brincar.
Mucaturú – Arrumar, arranjar, consertar.
Mucoe~n (ou moquem) – Grelha (grade que serve para secar a carne).
Muçurúca – Rasgar.
Muéu – Apagar. Uéu – apagar-se.
Mugaturú (o mesmo que mucaturú) – Arrumar, arranjar.
Muiaçuca – Levar.
Muiaçuca-kári – Mandar levar.
Muieréo – Rolar.
Muií – Arriar (pôr no chão).
Mui~n – Rasgar.
Mu~íre – Quanto/a/os/as.
Muiuquáu – Mostrar.
Mukáua – Espingarda.
Mukáua-miri~ – Revólver.
Mukáua-uí – Pólvora (farinha de espingarda).
Mukui (ou mokoin) – Dois.
Mumuuri – Ungir, untar.
Mundáuáçu – Muito.
Mundíca – Acender.
Mundú – Mandar, enviar.
Munhã (ou monhã) – Fazer.
Munhãgara – Obreiro. O fazedor.
Munhãçaua – Obra.
Muniquía – É uma bebida.
Munúca (ou monoc) – Cortar.
Mupéna – Quebrar.
Muquátiára – Tingir.
Muraci – Dançar.
Muraké – Serviço, trabalho.
Muraké-mocoí – Terça-feira. (V. Mituú).
Murakepé – Segunda-feira. (V. Mituú).
Muramunhã – Brigar.
Murapé-mucapira – Quarta-feira. (V. Mituú).
Muróri – Alegrar.
Mururú – Molhar. (Mú – fazer + rarú – úmido: fazer úmido).
Murutinga – Branco. Na composição fica somente tinga. Ex.: Itátinga – pedra branca.
Mutã – Palanque em cima das árvores para uso de caça.
Mutirica – Mudar.
Muticanga – Secar.
Mutucáia – Tocaiar (passou para o português). Significa esperar espreitando alguém para atacá-lo.
Muturuçu – Crescer.

N

Nama – Grosso.
Naná – Ananás. Abacaxi.
Ndé (ou né) – Tu (você), 2.ª pessoa do singular. Ndé (né) rerekó – tu tens (você tem). Também se usa iné.
Né máhá – Tua coisa, sua coisa.
Nhahã – Aquele, aquilo.
Nhenhe~ – Falar.
Nhenhe~ga – Palavra, fala.
Nhenhe~gari – Cantar.
Nhenhe~gatú – [Língua (fala) boa] Tupi.
Nhu~ – Só.
Nhu~nto – Senão, somente, apenas.
Nungára – De modo que.
Nupã – Bater.

O

O – Prefixo pronominal da 3.ª pessoa do singular e plural. Ex.: Ahé oreko – ele tem. Aitá (eles) orekó – eles têm.
Oca – Casa.
Oçai~n – Espalhado.
Ocapí – Quarto (cômodo).
Ocára – Terreiro.
Ocarú – Enraivecer.
Ocarúca – Urinar.
Oceréo – Metamorfosear-se.
Oiacáu – Zangar, ralhar.
Oiepé (Iepé) – Um.
Oiié – Descer. Ex.: Inti quáo oiíé – por não poder descer.
Oiticú – Derreter.
Oimúkirimáu – Fazer força.
Okéna – Porta.
Okena-miri~ – Janela.
Ombeú – Contar.
Ombúre – Estender. Também: jogar fora.
Omburí – Jogar.
Ompú – Tocar. Enxotar.
Opai~n – Todos.
Opai~n ára ope – Todos os dias.
Opai~n karúca ramé – Todas as tardes.
Opai~n coéma opé – Todas as manhãs.
Opé (ou upé) – A, em, no, na, em, o. Lugar onde alguma coisa está. Ex.: Xá ikó mairí opé (upé) – eu estou na cidade.
Opecoi~n – Cavar.
Openaçáua – Canto (ângulo). Ex.: Oikó óca openaçáua opé – está no canto da casa.
Opinu~ – Arrotar.
Opituú – Descansar.
Oro – Ouro.
Oticanga – Enxuto.
Otipaúa – Seco, sem água.

P

Pa – Partícula interrogativa.
Pacóua – Pacova.
Pahá – Dizem...
Pãnacaríca – Tolda (cobertura de pano).
Panacú – Cesto.
Pane~ma – Ruim, sem valor.
Panéra – Panela.
Papéra – Carta.
Pará – Mar.
Paraná – Rio.
Paranáuiké – Enchente (paraná – rio + iké – enche).
Paranátipáu – Vazante (água do rio acaba).
Parauá – Papagaio.
Parauáca – Escolher.
Patuá – Caixa, canastra.
Páu – Acabar.
Paúçape – Ao cabo, fim. Extremidade, na extremidade.
Pé – Caminho.
Peiú – Assoprar.
Pehe~ (ou penhe~) – Vós. Pronome da 2.ª pessoa do plural. Ex.: Pehe~ (penhe~) perekó – vós tendes.
Penhe~ (o mesmo que Pehe~) – Vós.
Pereúa – Ferida.
Perudá (o mesmo que Rudá) – Deus do amor.
Peteca – Bater.
Peua (ou peva) – Chata/o.
Peuatá – Passear.
Peva (ou peua) – Chato/a. Ex.: Itápeva (ou peua) – pedra chata, isto é, laje. Mirapeva – mesa.
Pí – Pé.
Pipitéra – Sola do pé.
Pí – Pele (enquanto está no corpo; fora do corpo: pirera).
Piá – Coração. Ex.: Ce piá xií (çuí) catú – do meu coração bom, isto é, de boa vontade. V. ce.
Piáuaçu – Valor (coragem).
Piãmo – Buscar.
Piçá – Rede de pescar.
Piçacú – Contar.
Pi~çaçú – Novo/a.
Piçaié – Meia-noite.
Piçaitica – Pescar de rede (piçá).
Piçãuéra – Pedaço. (Çooquéra piçãuéra – pedaço de carne).
Piçica – Pegar, segurar, tomar.
Piçirú – Pedir.
Piíre – Varrer.
Piná – Anzol.
Pináitica – Pescar de anzol (piná). [Piçaitica – Pescar de rede (piçá).]
Pináxãma – Linha do anzol. (Piná ou pindá – anzol + xãma – linha).
Pindá (ou piná) – Anzol.
Pinimaçáua – Pinta, marca.
Pinõ – "Flatus ventris".
Pipóra – Rasto, rastro.
Pirá – Peixe.
Pirain – Vermelho.
Pirãnga (pirain) – Vermelho. Ex.: Coêma pirãnga – madrugada.
Pirãnha – Tesoura.
Piráre – Abrir.
Pirári – Abrir.
Pirá-uaçú – Baleia.
Piráuí – Farinha de peixe.
Pire – Mais. Ainda. Ex.: Catúpire – melhor. Comparativo: João catú pire Pedro çui – João é melhor do que Pedro.
Pirepãna – Comprar.
Pirapãna-çara – Comprador.
Pirú – Pisar.
Pitá – Ficar.
Pitáçoca – Segurar.
Pitáçoçáua – Esteio (segurança da casa).
Pitáçokáo – Piloto.
Pitéra – Meio. Ex.: Popitéra – palma da mão (meio da mão). Pipitéra – sola do pé (meio do pé).
Pitíma – Fumo, tabaco.
Pitúa – Mofino/a.
Pitúna – Noite. Ex.: Iané pituna – boa noite (saudação); nossa noite. Pituna ramé – de noite. Pituna pucu – noite comprida.
Pituú – Descansar.
Pixãna – Gato.
Pixúna – Preto. (Na composição fica somente una. Ex.: Itaúna – pedra preta. Tapi-ii~una – homem preto).
Pó – Mão (popitéra: pó – mão + pitéra – meio).
Póra – Ocupar, morar.
Poranga (ou puranga) – Bonito/a.
Potári (ou putári) – Querer. Sempre que vem junto de outro verbo, é esse outro verbo que recebe o prefixo pronominal. Ex.: Xa ço potari – eu quero ir.
Potí – Camarão.
Poú – Apanhar.
Puã – Levantar. Empinar. Ex.: Itápuã – pedra levantada, em pé.
Puãma – Levantar.
Pucá – Rir.
Puchirum – É uma bebida.
Puci – Pesado/a.
Pucuçáua – Espaço.
Puinha – Resto, migalha. Ex.: Tatápuinha – resto de fogo (cinza).
Puracári – Carregar.
Puraçái – Dançar.
Puraci – Dançar.
Purandú – Perguntar.
Puranga (o mesmo que poranga) – Bonito/a.
Purauké – Trabalhar.
Purarári – Padecer, sofrer.
Puri – Saltar.
Púri – Levar.
Purú – Emprestar.
Purunguetá – Conversa.
Putíra – Flor.
Puxi – Ruim. (Puxipire – pior. Puxireté – péssimo).
Puxiuéra – Feio.

Q

Quáhá – Este/a.
Quáiaira – Pouco, pequeno.
Quekatú – Recado, lembrança.
Quáo (Quáu) – Saber. Poder.
Quára – Buraco, vazio. Espaço dentro de qualquer vasilha. Ex.: Quára opé – no buraco (dentro).
Quiririnte – Calado/a.
Quatiára – Pintar, tingir.

R

Raço – Levar.
Raiíra – Filha.
Rai~n – Ainda, mais. Ex.: Intí rai~n – ainda não. Rainha – caroço.
Raira – Filho. O pai diz: ce raira. A mãe diz: ce membira.
Rakanga – Galho.
Rãma – Região. Ex.: Pindorama – região das palmeiras (coqueiros) (antigo nome do Brasil).
Rame – Quando. Com esta partícula forma-se:
1- o pretérito imperfeito. Ex.: Xá mehe~ ramé xa iko – quando eu dava;
2- o futuro imperfeito. Ex.: Xá munhã curi ramé – quando eu fizer;
3- o futuro perfeito. Ex.: Xa munhããna curi ramé – quando eu tiver feito;
4- o mais-que-perfeito. Ex.: Xa munhã ramé.
Ramúia – Avô.
Rãna – Falso/a.
Rapiá (o mesmo que çapiá) – Escrotos.
Rapupema – Sapupema (rapú – raiz + pema – chata).
Rapú – Raiz.
Ráua – Palma (folha de palmeira).
Re – Prefixo pronominal da 2.ªpessoa. Ex.: Ndé (iné) re rekó – tu tens.
Reái – Suar.
Reãuêra – Cadáver.
Recapíra – Ponta, extremidade.
Recé – Por, pelo. Ex.: Mãhárecê – porque, pelo que.
Recó (o mesmo que rekó) – Ter, haver.
Recuiára – Em vez de... Ex.: Repurauké recuiára remuçarái reikó – Estás brincando em vez de trabalhar.
Rekó (ou recó) – Ter, haver.
Remiárerú – Neto.
Rendáua – Lugar. Ex.: Rendáua catú – lugar bom.
Rendéra – Irmã.
Renoné – Antes de...
Repocí – Sono.
Réra – Nome (quando se fala na 1.ª e 2.ª pessoa). Ex.: Ce réra – meu nome. Ne réra – seu nome. Na 3.ª pessoa – céra.
Rerú – Paneiro.
Reteãna – De mais.
Retãma (o mesmo que tetãma) – Pátria.
Retãma-uára – Companheiro (o que come em minha casa).
Reté – Muito. Ex.: Catú reté – ótimo. Puxí reté – péssimo, etc.
Retimã – Perna.
Reué – Correr.
Reutima – Enterrar.
Riré (o mesmo que riri) – Depois.
Riri (ou riré) – Depois.
Robaké – Junto, em frente, perto.
Roí (ou ruí) – Frio.
Ruá – Cara, rosto (para a 1.ª e 2.ª pessoas; para a 3.ª pessoa: çuá).
Ruáia – Cauda, rabo (para a 1.ª e 2.ª pessoas; para a 3.ª pessoa: çuaia).
Ru~ai~ana – Inimigo.
Ruaké – Perto, ao lado, junto.
Ruaké-uára – Vizinho (ruaké – perto + uára – gente).
Ruári – Embarcar (iúruári – embarcar-se).
Ruba – Pai.
Rudá (ou Perudá) – Deus do amor (guerreiro que reside nas nuvens).
Ruí (o mesmo que roí) – Frio.
Ruiári – Acreditar.
Ruíua – Flecha.
Rupí – Onde, por onde...
Rúri – Trazer.
Rúrú (ou murú) – Úmido.

S

Sací-Cerêrê – Gênio dos Tupis.
Sararaca – Flecha usada na pesca com dispositivo especial para flutuar e cujo dardo á unido à haste por linha de tucum muito comprida.
Sapatú – Sapato.
Sapucáia (çapucáia) – Galinha (o que grita).
Será – Partícula interrogativa.
Suarú – Sábado (V. mituú).

T

Tá – Quê? (Partícula interrogativa).
Tába – Aldeia.
Tací – Dor. Ex.: Akangací – Dor de cabeça.
Tacíra – Ferro de cova.
Tahá – Quê?
Taiaçú – Porco.
Taína – Criança.
Taipára – Parede.
Taité – Coitado/a.
Tanquáu – Não sei. (Em vez de: intixa quáu).
Tapaiii~una – Homem preto.
Tapéra – Aldeia velha.
Tapiíia – Tapuio. Índio.
Tapiíra – Anta. Boi.
Tapixáua – Vassoura.
Tátá – Fogo. (Em vez de dizer: que leve tudo o diabo, o índio diz: tatá pahá oçaí opai~n rapí).
Tatá puinha – Resto de fogo. Carvão.
Tátátinga – Fumaça.
Tauá – Amarelo.
Teapú – Barulho.
Teçá – Olho.
Teipí – Fundo. Ex.: Teipi-reté – muito fundo.
Tembiú (ou temiú) – Comida.
Tenoné – Mais adiante, em frente.
Tenupá – Deixa estar...
Tepipira – Cachaça.
Tetãma – Pátria. Ex.: Amútetãma-uára – estrangeiro (gente de outra pátria).
Téra – Nome (em absoluto; quando se usa a 1.ª e a 2.ª pessoa – réra; para a 3.ª pessoa – céra).
Ti (ou ti~m) – Vergonha.
Tiára – Guloso/a.
Tim – Focinho.
Timã – Perna.
Tinimúca – Cinza.
Tipi – Fundo.
Tipiáia – Covão, cerrado.
Tiquira – O que verte. Ex.: Mantiqueira – serra das vertentes (maan – coisa + tiquira – que verte).
Tirica – Afastar.
Tuba (também ruba) – Pai.
Tucá – Bater.
Tucandira – Formiga (espécie). No sul dão-lhe o nome de caracútinga.
Tucumã – Palmeira espinhosa muito bonita.
Tuira – Pardo.
Tuiué – Velho (homem velho).
Tumaçáua – Foz (rio) Ex.: Tumaçáua-keté – rio abaixo, para baixo.
Tupá – Raio.
Tupã (Tupãna) – Deus.
Tupã arãma – Para Deus.
Tupã cui – De Deus.
Tupã çupé – Para Deus.
Tupã irumo – Com Deus.
Tupã irumo – Adeus!
Tupã opé – Em Deus.
Tupã recé – Por Deus.
Tupã róca – Casa de Deus.
Tupaçãma (Tupaxãma) – Cordão, corda.
Tupãna – O mesmo que Tupã.
Tupaxãma (o mesmo que tupaçãma) – Cordão, corda.
Tupé – Esteira.
Tupí – Pequeno raio – ou talvez Filho do Raio. (Tupá – raio).
Tuqui – Sangue.
Turuçú – Grande. Exs.: Turuçupire – o maior; turuço reté – máximo.
Tutira – Tio.

U

U – Comer (de modo geral: ingerir no estômago).
Uaçú – Grande, denso.
Uáhá – Que (relativo).
Uauíára – Deus que protege os peixes.
Uaíme – Velha (mulher velha).
Uára (o mesmo que Ára) – Serve para formar o substantivo dos verbos, etc. (V. ara).
Uára – Gente, quem.
Uaraná – Guaraná.
Uaruá – Espelho.
Uassahí – É uma bebida.
Uatá – Passear.
Uatári – Faltar.
Uaturá – Cesto, paneiro (é um cesto de talos de cana). O vocábulo passou para o português.
Ubá – Canoa.
Ubáu – Acabar.
Uacémo – Encontrar, achar.
Ue – Sufixo que significa vez. Ex.: Mocoi~n-ué – segunda vez.
Uhí (ou uí) – Farinha.
Úí – Beber.
Uí (ou uhí) – Farinha. Ex.: Mukáua-uí – pólvora (farinha de espingarda).
Uirá – Pássaro.
Uirandé – Amanhã.
Uirapára – Arco.
Uirapáraxãma – Corda de arco.
Ui~re~ – Boiar.
Uiri (o mesmo que ui~re~) – Boiar.
Umbaé (o mesmo que mbaé) – Coisa.
Umpuãmo – Levantar.
Unhã – Correr.
Upé (o mesmo que opé) – A, em, no, em o (V. opé).
Upéna – Quebrar-se.
Úpitíma – Fumar (ú – ingerir no estômago + pitima – fumo).
Uruçacanga – Cesto.
Urutáu – Ave fantasma.

X

Xárí – Deixar.
Xií (o mesmo que çuí) – Do, da, etc.
Xiiuára (o mesmo que çuiuára) – De. Ex.: Inimu~ amaniú xiiuára – linha de algodão.
Ximiára – Caça.
Xinga – Pouco.
Xipiá – Ver.
Xipó – Cipó.
Xiquára – Traseiro (ânus).
Xirica – Seco/a. Ex.: Caáxirica – mato seco ou folha seca.
Xirimbábo – Animal doméstico.
Xiróra – Roupa.
Xiróra-monhangára – Alfaiate.

PORTUGUÊS - TUPI

A

A (em) – Upé ou Opé.
A (lugar para onde) – Keté, kité, kiti.
A (para alguém) – Çupé, arãma. (V. Tupi-Port.)
Abacaxi (ananás) – Naná.
Aborrecido – Cuéra.
Abraçar – Iumãna.
Abrir – Iapirári, piráre.
Acéfalo (sem cabeça) – Akangaíma.
Acender – Mundíca.
Achar – Uacémo.
Acolá – Á, apé, aápé, mimi.
Acreditar – Ruiári.
Adeus – Tupãna-irumo, eré.
Adorno – Atára.
Afastar – Tirica.
Agora – Cuíre. Agora mesmo – Cuhire tenhen.
Água – Í.
Ainda – Rai~n. Ainda não – Intí rai~n.
Alagado – Cemiíua.
Alagar – Iupipica.
Aldeia – Tába. Aldeia velha – tapéra.
Alegrar – Moróri.
Alegre – Çorí.
Alfaiate – Xiróra-monhangára.
Algodão – Amaniú ou Amanijú. Linha de algodão – amaniú inimu~.
Alguém – Amúauá.
Ali – Á, apé, aápé, mimi. Por alí – arupé.
Alma – Anga.
Alto (a pino) – Iuaté.
Amanhã – Uirandé.
Amar – Çaiçú.
Amarelo – Tauá, jubá. Ex.: Itajubá – pedra amarela, ouro.
Amigo – Anãma. Amigo de verdade: anãma eté. Amigo do coração: anãma piá.
Ananás (abacaxi) – Naná.
Animal (do mato) – Çoo.
Animal (doméstico) – Cerimáu, Xerimbábo.
Ano – Acaiú.
Anta – Tapiíra.
Anteontem – Amúkuecé.
Antes de – Renoné.
Ânus (traseiro) – Xiquára.
Anzol – Piná, pindá.
Aonde? (onde) – Memé.
Apagar-se – Uéu.
Apanhar – Poú.
Aparar – Çuãti.
Apenas – Nhu~nto.
Aprender – Iumuhe~.
Aquecer – Muacú, Moacú.
Aquele (aquilo) – Nhahã.
Aquentar – Muacú, Moacú.
Aquentou – Muaçú.
Aqui – Iké.
Aquilo (aquele) – Nhahã.
Aquilo somente – Manhu~n. (V. Tupi-Port.).
Arco – Uirapára.
Arpão – Itápúa.
Arranjar – Mucaturú, mugaturú.
Arriar (por no chão) – Muií.
Arriscar – Iaçú.
Arrotar – Opinu~.
Arroz – Auatií.
Arrumar – Mucaturú, mugaturú.
Árvore – Iua.
Assado – Mixira.
Assar – Mixirí.
Assoprar – Peiú.
Atirar – Iapi.
Atrás (para trás) – Çacaquéra.
Ave – Uirá. Ave fantasma – urutáu.
Avô – Ramúia.
Azedo(a) – Çai.
Azeite – Iandí; (na costa) jandí.
Azul – Çuikira.

B

Baleia – Pira-uaçú.
Banda – Çuaxára.
Barranco – Ibi~tura.
Barulho – Teapú.
Batata – Iutica.
Bater – Petéca, nupã, tucá.
Beber – Úi.
Bebida – Kau~i~ (V. Tupi-Port.).
Beiju – Beiju (vocábulo tupi que passou para o português).
Bengala – Miraçanga.
Berro – Cururúca.
Boa – Catú. Boa tarde – ianékarúca. Boa noite – ianépitúna.
Bobo – Aqúáima, akangai~ma. (V. Tupi-Port.).
Boca – Iurú, jurú.
Boi – Tapiíra.
Boiar – Ui~re~, Uiri.
Bom – Catú. Bom dia (cumprimento) – ianécoe~ma.
Bonito(a) – Poranga, puranga.
Braço – Iiuá.
Branco – Murutinga. (Na composição fica somente tinga. Ex.: itátinga – pedra branca).
Breu – Iraiti~.
Brincar – Muçarái.
Brigar – Muramunhã.
Bulir – Iáúki.
Buraco – Ruára.
Buscar – Piãmo, ipiama, cicari.

C

Cá – Icé.
Cabeça – Akanga (V. Tupi-Port.).
Cabelo – Áva, ába.
Cachaça – Tepipira.
Cachoeira – Itú.
Cachorro – Iauára, jaguára.
Caça – Ximiára, Çoo.
Caçada – Caámunuçáua.
Caçar – Caámunú.
Cada – (um-um) Iepé-iepé.
Cadáver – Reãuéra.
Caixa – Patuá.
Cair – Ári.
Calado – Quiririnte.
Caldo – Iúkicí.
Calor – Caçu.
Calvo – Apekéxinga.
Camarão – Poti ou poty.
Caminho – Pé (V. Tupi-Port.).
Campo – Ippie.
Canastra – Patuá.
Cansado – Maraári.
Canivete – Kicé-miri~.
Canoa – Igára, ubá.
Cantar – Nhehe~ngari.
Canto (ângulo) – Openaçáua. (V. Tupi-Port.).
Cão – Iauára, jaguára.
Capão (mato) – Caapõm.
Capim – Capií.
Cara – Ruá (para a 1.ª e a 2.ª pessoa). Çuá (para a 3.ª pessoa).
Carne – Çoo (enquanto no corpo com vida). Çooquéra (carne morta).
Caroço – Rainha.
Carregar – Çupíre, puracári.
Carta – Papéra.
Carvão – Tátá-puinha.
Casa – Óca.
Casar – Mendári, menára.
Casado – Mendaçúru.
Catinga (mau cheiro) – Ine~ma.
Catinga (mato) – Caátinga.
Cauda – Ruáia, çuáia (V. Tupi-Port.).
Cavar – Opecoi~n.
Cedo – Coéma-eté.
Cera – Iraiti~.
Cerrado (mato) – Iaitiúa.
Cerrado – Tipiáia.
Cesto – Panacú, uaturá, uruçácanga.
Céu – Iuáka.
Chato(a) – Peva, peua.
Chão (terra) – Iuí.
Cheio – Iapoú.
Cheirar – Cetúna.
Cheirar – Çaquéna, çaquénaçáua.
Chifre – Iáva, sárauaçú, aca.
Chuva – Amãna.
Chuvisco – Amãnapipi.
Cidade – Mairí.
Cima – Gaápira. Para cima – gaápira-ketê. Rio acima – gaápira-ketê.
Cintura – Kuá.
Cinza – Tinimúca. (Resto de fogo – tátápuinha.)
Cipó – Xipó.
Cobra – Bóia.
Cobra-grande – Boia-uaçú, ou melhor, boiassú.
Coisa – Mahá, mbaé, umabaé.
Coitado(a) – Taité.
Comer – Ú.
Comida – Temiú, tembiú, meiú.
Como – Mãe.
Como passas? (saudação) – Maitáreçaçáua.
Companheiro – Retáma-uára, irúmouára.
Comprador – Pirepãnaçara.
Comprar – Pirepãna.
Comprido – Ipucú (muito comprido – ipucúreté).
Conduzir – Çupíre, ceíí.
Consertar – Mucaturú, mugaturú.
Contar – Piçacú, ombeú.
Conversar – Puranguetá.
Coração – Piá (V. Tupi-Port.).
Corda – Tupaçãma, tupaxãma.
Cordão – Tupaçãma, tupaxãma.
Correr – Reuí, unhã.
Cortar – Munúca, monoc.
Costas – Cupé.
Cotovelo – Iiuá-penaçáua (tortura do braço).
Covão – Tipiáia.
Cozinhar – Mimoí.
Creme – Ikáua.
Crescer – Muturuçú.
Çriança – Taína.
Criado – Miaçúa.
Cuia – Cuia (vocábulo tupi que passou para o português).
Culpa – Angaipáua.
Cumbuca – Cuiumbúca.
Cupim – Cupií.
Curto(a) – Iatúca.
Cutia – Acutí.
Custoso(a) – Iuaçú.

D

Dança – Muraçí.
Dançar – Purací, puraçái.
Dar – Mehe~.
De – Cui, cuiuára ou xiíuára. De Deus – Tupa cuí. Linha de algodão – Inimu~ amaniu~ xiíuára.
Deitar – Ienõ.
Deixa estar... – Tenupá.
Deixar – Xarí.
Denso – Uaçú.
Depenado – Çauiama.
Depois – Riri, riré.
Depressa – Curutê, curute~n.
Derreter – Oiticú.
Descansar – Pitúú, Mituu, Opituú.
Descer – Oiíé.
Descuidado – Iumucúari.
Descuidar – Iumucúari.
Deus – Tupã, Tupãna (V. Tupi-Port.).
Deus – Do amor – guerreiro que vive nas nuvens: Rúda ou Perúdá. Deus da caça: Anhanga. Deus da floresta: Curupira. Deus do mal que habita a floresta: Cahapora. Deus dos pássaros: Guirapurú. Deus dos peixes: Uauiára. Deus dos campos: Mboitátá.
Devagarinho – Meué.
Dia – Ára. Meio-dia: çaié, iandára.
Diabo – Iuruparí, Juruparí. (ente sobrenatural que visita o índio durante o sono causando-lhe aflições).
Dificultoso – Iuaçúuára.
Dizem... – Ipahá, pahá.
Do (lugar de onde alguma coisa vem) – Çuí, xií.
Doente – Imací.
Dois (2) – Mukui, mokoin.
Domingo – Miteú, mituú (V. Tupi-Port).
Dor – Taci. Dor de cabeça: akangací.

E

Ele – Ahé. (pronome da terceira pessoa do singular).
Eles – Aetá ou aitá. (pronome da 3.ª pessoa do plural. É uma contração de ahé – ele – e etá ou itá – partícula que corresponde ao nosso s, sinal de plural).
Embarcar – Ruári.
Embarcar-se – Iúroári.
Empinar – Puã.
Emprestar – Purú.
Em vez de... – Recuiára (V. Tupi-Port.).
Enchente – Paranauíké.
Encontrar – Uacémo.
Enfeite – Atára.
Enraivecer – Ocarú.
Enrolar – Mamãna.
Entendimento – Aqúa. Sem entendimento, idiota, bobo, tolo – aqúai~ma.
Enterrar – Reuti~ma.
Enviar – Mundú.
Enxuto – Oticanga.
Erva – Capií.
Escolher – Parauáca.
Esconder – Iumimi.
Esconderijo – Cemu~ti~ma.
Escravo – Miaçua.
Escrotos – Rapiá, çapiá.
Escutar – Sapiçáka.
Espaço – Pusuçáua.
Espalhado – Oçai~n.
Espelho – Uáruá.
Esperar – Çarú, çanarú.
Esperto – Ikirimáua.
Espingarda – Mukáua.
Espinho – Iú, jú.
Esposa – Miricó.
Esposo – Me~na.
Estar (ou ser) – Ikó.
Este(a) – Quáhá.
Esteio – Pitaçoçáua.
Estender – Ombúre.
Esteira – Tupé.
Estragado – Aíua. Ex.: Pináaíua – anzol estragado, velho. (V. Tupi-Port.).
Estrangeiro – Amútetãmauára (alguém de outra pátria).
Estrela – Iacitátá.
Eu (pronome pessoal da 1.ª pessoa) – Ixé, xé.
Experimentar – Caãn.
Extremidade (fim) – Pauçape, recapíra.

F

Faca – Kicé.
Facilmente (num instante) – Curutéuára.
Falar – Nhenhe~.
Falso(a) – Rãna.
Faltar – Uatari.
Farinha – Uhí, iú. Pólvora (farinha de espingarda) – mukaúa-uí. Farinha de peixe – piráuí.
Farto – Iapoú.
Fava – Cumandiassú.
Fazer – Munhã, monhã.
Fechar – Cikináu, piráre.
Ferida – Pereúa.
Feijão – Cumaní, cumandí.
Feio(a) – Puxiuéra.
Ficar – Pitá.
Filha – Raiíra.
Filho – Embira, membira, raira, mú. O pai diz: ce raira. A mãe diz: ce membira.
Finado – Amira.
Fio – Inimú, inimbó.
Flauta – Me~mi.
Flecha – Ruíua.
Flor – Putíra.
Folha – Caá. Folha seca – caáxiríca.
Focinho – Tim.
Fogo – Tátá. (V. Tupi-Port.).
Fome – Iumací. (V. Tupi-Port.).
Fazer força – Oimúkirimáuo.
Força – Kirimáua.
Forno – Apu~na. (V. Tupi-Port.).
Foz (rio) – Tumaçáua. Para a foz – tumaçáua-keté, isto é, rio abaixo, para baixo.
Frente (em) – Robakê.
Frechar – Iumú.
Frio – Roí, ruí.
Fruta – Iuá.
Fugir – Iauáu.
Fulano – Epejú.
Fundo – Teipi, tipi. Muito fundo – teipi-reté. No fundo – ipipe.
Fumaça – Tátátinga.
Fumar – Úpitíma (V. Tupi-Port.).
Fumo – Pitíma.

G

Gaita – Me~ní.
Galho – Rakanga.
Gato – Pixãna.
Galinha – Çapucáia. (V. Tupi-Port.).
Gavião – Inaié, inagé.
Gente – Uára, míra. Vivente – Guára, cuára. (V. Tupi-Port.).
Gigante – Caápóra-uaçú.
Gostar – Çaiçú.
Grande – Turuçú (V. Tupi-Port.), uaçú.
Grosso – Nãma.
Guloso(a) – Tiára.
Guaraná – Uaraná.
Guerra – Guaraní.

H

Haver – Rekó, recó.
História – Momeuçáua.
Homem – Aba, apgáua (V. Tupi-Port.). Homem branco (cristão) – cariua.

I

Idioma (tupi) – Nhenhe~gatú (língua boa).
Idiota – Aqúái~ma, akangai~ma (V. Tupi-Port.) Aqúái~ma – sem entendimento (aqúa – entendimento + i~ma – sem).
Igarapé – Igarapé.
Ilha – Caápoi~n.
Índio – Tapíii~a.
Inimigo – Rúai~ana.
Interrogação (partícula) – Será.
Ir – Ço. (O verbo ço faz no imperativo çoin).
Irmã – Rendéra.
Irmão – Kiuíra, mú.

J

Já – Ãna (V. Tupi-Port.).
Jabuti – Iautí.
Jogar – Omburí.
Janela – Okéna-miri~ (okéna – porta).
Junto – Irúmo, robakê.
Junto – Ruaké.

L

Lá – Á, apé, aápé, mimi.
Laço – Iucãna.
Lado – Çuaxára. (Lado direito – catúçáua; lado esquerdo – puxí-catúçaua).
Lado (ao lado) – Ruaké.
Ladino(a) – Iacú.
Ladrão – Kirupi, mamungára.
Lago (lagoa) – Ipáua.
Lagoa (lado) – Ipáua.
Latir – Çacémo.
Lavar – Muaçúca, muiaçuca.
Lavrador – Iupanaçáua.
Lavrar – Iupana.
Leite – Camí.
Lenda – Momeuçáua.
Lenha – Iepéa.
Lembrança – Quekatú, mameára – (Saudade). Manúára.
Levantar – Puã, Puãma, Umpuãmo. (V. Tupi-Port.).
Levar – Púri, raço.
Língua – Apecõn.
Linha – Inimú, inimbó. (Linha de anzol – pinaxãma.)
Limpar – Iúci.
Logo – Curumiri~.
Longe – Apecatú.
Louco – Akanga-aiúa (akanga – cabeça + aiúa – estragada) (V. Tupi-Port.).
Lua – Iací, Jací (já – vegetal + ci – mãe). Lua cheia – cairé. Lua nova – caiti (tem missão de despertar saudades no amante ausente).
Lugar – Rendáua.
Lustroso(a) – Cinipuca.

M

Macaco – Makaco.
Madeira – Mirá, Mbira.
Madrugada – Coêma-piranga (o vermelho da manhã).
Mãe – Cí.
Maior – Turuçu-pire.
Mais – Pire (V. Tupi-Port.).
Mais – Rai~n. Mais adiante – tenoné. De mais – reteãna.
Mandar – Mundú, kari (V. Tupi-Port.). Enviar – mundú.
Manhã – Coêma (V. Tupi-Port.). De manhã – coêma-ramé.
Manteiga (creme) – Ikáua.
Mão – Pó. Palma da mão – popitéra.
Mar – Pará.
Maracá – Maracá (V. Tupi-Port.).
Marca – Pinimaçáua.
Margem – Çuaxára (outra margem – amúçuaxára), çuain (margem oposta – çuai~ndápe).
Marido – Me~na.
Marimbondo – Cáua.
Marinheiro – Çurára-parana-porá (soldado que mora no mar).
Matar – Iúca.
Mato – Caá, mbi. No mato – caápé.
Máximo – Turuçu-reté.
Medo – Cekiíe.
Meia-noite – Piçaié.
Meio – Pitéra. Meio da mão (palma da mão) – pó-pitéra.
Meio-dia – Çaié, iondara.
Mel – Ira.
Melhor – Catúpíre.
Menino – Curumi~.
Mês – Iací.
Mesa – Mirápeva, mirapéua. (V. Tupi-Port.).
Mestiço – Caríuóca.
Metamorfosear-se – Ocenéo.
Meu – Ce. O meu – ce-manhã. (V. Tupi-Port.).
Migalha (resto) – Puínha.
Milho – Auatí.
Minha – Ce. Minha coisa – ce-manhã. (V. Tupi-Port.).
Modo (de modo que) – Nungára.
Mofino(a) – Pitúa.
Molhado – Irúrú.
Molhar - Mururú (mú - fazer + rúrú - úmido).
Moquém – Mucoe~n (V. Tupi-Port.).
Morder – Çuú.
Morrer – Manõ.
Mostrar – Mucameche~, muquáo-mehe~, muiuquáu.
Mover – Iakirarí.
Mudar – Mutiríca.
Muito – Mundáuáçú. Reté (V. Tupi-Port.).
Muito(a/as/os) – Ceiia, cetá. Muitas vezes – cetá i.
Mulato – Cariuóca.

N

Nada – Intimahã.
Não – Inti, intimahã (V. Tupi-Port.) Às vezes dizem iuíre.
Nascer – Ce~mo.
Navio – Maracatí.
Nem – Iuíre.
Neto – Remiárerú.
Ninguém – Intiauá.
No (na, em a – lugar onde) – Opé, upé.
Noite – Pitúna (V. Tupi-Port.).
Nome - (Veja pág.). [?]
Nome (em absoluto) - Téra. Quando se fala na 1.ª e 2.ª pessoa - réra. Quando se fala na 3.ª pessoa - céra.
Nós (pronome) – Iané ou iandé. Ex.: Iané (iandé) iaikó – nós temos.
Novo(a) – Pi~çaçú.
Nu – Chirórai~ma, xirórai~ma.
Nuca – Ané.

O

Obra – Munhãçáua.
Obreiro – Munhãgara.
Ocupar – Póra.
Olhar – Mahã, xipiá.
Olho – Teçá.
Onça – Iauáretê, jaguaretê.
Onde (aonde) – Mamé. Para onde – maméketé. Por onde – rupí.
Ordenar – Kári. (V. Tupi-Port.).
Ornato – Atara. Ornato da cabeça – Akanga-atára.
Osso – Cãuéra.
Ótimo – Catúreté.
Ouro – Itajúbá, oro.
Outro(a/os/as) – Amú. (V. Tupi-Port.)
Ouvir – Cenó.
Ovo – Çupiá.

P

Pacova – Pacóua.
Padecer – Pirarári.
Padeiro – Miapé-munhãgara.
Pai – Tuba, ruba, paia.
Palanque – Mutã (V. Tupi-Port.).
Palavra – Nhenhe~ga.
Palma (folha de palmeira) – Ráua.
Palma (da mão) – Pópitéra.
Paneiro – Uaturá, uruçacanga, rerú.
Panela – Panéra, itanhae~.
Pandeiro – Engúá.
Pão – Miapé.
Pau – Mirá, mbira.
Papagaio – Porauá.
Pra (lugar onde) – Keté, kité, kiti.
Para (alguém – dativo) – Arãma, çupé (V. Tupi-Port.).
Para alguma parte – Amúketé.
Para o que – Marãma.
Pardo – Tuira.
Parede – Taipára.
Parecer – Iuquáu.
Parente – Anãma.
Pecado – Anguipáua.
Perdão – Iirón.
Pescoço – Ajúra, iáiura.
Passear – Penatá, uatá.
Pássaro – Uirá.
Pato – Ipéca.
Pátria – Tetãma, retãma.
Pé – Pí (sola do pé – pípitéra).
Pedaço – Piçãuéra.
Pedir – Picirú, iúruré.
Pedra – Itá. Pedra polida – itãn.
Pegar – Piçica.
Peixe – Pirá.
Pele (enquanto no corpo) – Pí. Fora do corpo – piréra.
Pena – Çáua.
Pensar – Maité.
Pente – Kiuáua.
Pior – Puxi-pire.
Pequeno – Quáiaira, miri~n.
Perder – Caima, canhimo, mucai~ma.
Perfume – Çaquena, çaquénaçáua.
Perguntar – Purandú.
Perigoso – Ipuchí.
Perna – Retimã, timã.
Perto – Cauké, ikénhu~nto.
Pesado(a) – Puci.
Pescar – Itica (de anzol) – Pináitica (de rede) – Piçaitica.
Pilão – Imiá.
Piloto – Pitaçocáo.
Pimenta – Kiínha.
Pinta – Pinimaçaúa.
Pintar – Quatiára.
Pisar – Pirú.
Planalto – Araxá (V. Tupi-Port.).
Poço – Iaúapí.
Podre – Iúca. Já podre: iúca retêãna.
Pólvora (farinha de espingarda) – Mukáua-uí.
Ponta – Recapíra.
Ponte – Mitá.
Pôr – Enú.
Por (prep.) – Recê.
Porque – Mãhá recê.
Porco – Taiaçu.
Porrete – Miráçanga.
Porta – Okéna.
Porto – Igárapáua.
Pote – Cumutí.
Pouco – Xinga. Quáiaira. Miii~.
Prato – Itanhae~.
Prego – Itápúa.
Preguiçoso – Iatei~ma.
Preto – Pixuna. (Na composição fica somente úna. Ex.: Itáúna – Pedra preta. Tapi-ii~una – homem preto).
Principiar – Iupirú.
Procurar – Cicari.

Q

Quando – Ramé (V. Tupi-Port.). Mairamé.
Quanto(a/os/as) – Mu~íre.
Quatro – Erundi.
Quarta-feira – Murapé muçapira.
Quarto (comodo) – Ocapí.
Que (relativo) – Uáhá.
Quê? – Mahãtahá, maháta.
Quebrar – Mupéna.
Quebrar-se – Upéna.
Queimar – Cái, çapi.
Quem? – Auá, anáta, será, tá, tahá, pá, anátahá. (A presença das partículas interrogativas estabelece a única distinção entre as frases interrogativas e as afirmativas.)
Quente – Çacú.
Querer – Potári, putári (V. Tupi-Port.).
Quinta-feira – Çupapáu.

R

Rabo – Ruáia, çuáia.
Raio – Tupá.
Raiz – Rapú.
Ralhar – Iákáu, oiacáu.
Ramo – Çacanga.
Raposa – Micúra (micura).
Rasgar – Muçurúca, mui~n.
Rasto – Pipóra.
Recado – Quekatú.
Rede (de dormir) – Kiçáua. Túpa (de pescar) – piçá.
Região – Rãma.
Resina – Iraiti~, cicaátã.
Responder – Çuaxára.
Resto – Puinha.
Remo – Apucuitáua.
Repentinamente – Curuteuáre.
Revólver – Mukaúa-miri~.
Rezar – Iúmuhe~n.
Rio – Paraná.
Rir – Pucá.
Roça – Cupixáu, cupixáua. Na roça: cupixapé.
Rolar – Muieréo.
Ronco – Cururúca.
Roupa – Xiróra, chiróra, mahá.
Ruim – Puxi (V. Tupi-Port.).

S

Sábado – Suarú.
Saber – Quáu.
Sair – Ce~mo.
Sal – Iukíra.
Saltar – Purí.
Sangue – Tuquí.
São (boa saúde) – Icatú.
Sapato – Sapatú (?).
Sapinho – Iui.
Sapupema – Rapupema (V. Tupi-Port.).
Saudade – Manuára, mameára.
Secar – Muticanga.
Sede – Icéí.
Seco(a) – Xirica.
Seco (sem água) – Otipáua.
Segunda-feira – Murakepé.
Segurar – Pitaçoca piçíca.
Sem valor – Pane~ma.
Senhor – Iára.
Ser (ou estar) – Ikó.
Serviço – Muraké.
Seu (ou sua) – I.
Senão – Aiu~m, anhu~, nhu~nto.
Sexta-feira – Iucuaçú.
Sim – Éé, tenhém. Sim senhor – çupé [çupí]-tenhem (na verdade). Usam também eré.
Sinimbu – Cinimu~.
Sino – Itanhae~n.
Só – Anhu~, aiúm, nhu~.
Somente – Anhu~, aiúm, nhu~.
Sobre (em riba, em cima) – Aripe (V. Tupi-Port.).
Sofrer – Pirarári.
Sol – Coaracé, Guarácí. Sol alto – coarací-iuaté. Ao sol – coaracípé. (Guára, ou cuára, ou uára – vivente + cí – mãe.)
Soldado – Çurára.
Sombra – Anga.
Sono – Repocí.
Suar – Reái.
Subir – Iúpire.
Sucuri – Cicurijú.
Sujar – Búicuá.

T

Tabaco – Pitima.
Tanga (corda da cintura) – Kuáxãma.
Tanto como – Maiiaué.
Tapuio – Tapiíia.
Tarde (das 5 às 7) – Karúca, caruca (V. Tupi-Port.).
Tartaruga – Iurará.
Tempestade – Iuitúaiua.
Tempo – Ára.
Ter – Rekó, recó. Ter vontade – iumutari.
Terça-feira – Múraké-mocoi~.
Terra – Íuí, íbí.
Terreiro – Ocára.
Tesoura – Pirãnha.
Tingir – Muquátiára, quatiára.
Tio – Tutira.
Tirar – Iuúca.
Tocaiar – Mutucáia (V. Tupi-Port.).
Tocar – Ompú.
Todos – Opai~n.
Tolda – Pánacapíca.
Tomar – Piçíca.
Trabalhar – Purauké.
Traseiro (ânus) – Xiquára.
Trazer – Ipiama, rúri.
Triste – Çaçí, Çaçíára.
Tu (2.ª pessoa do singular) – Ndé, né ou iné (V. Tupi-Port.).
Tupi – (V. Tupi-Port.).

U

Úmido – Rúrú, murú.
Um – Iepé, oiepé.
Ungir – Mumuuri.
Untar – Mumuuri.
Urinar – Ocarúca.
Urubu – Urubé, umbú.

V

Vaca – Tapiíra-cunhã.
Vadio – Iatei~ma.
Vagarosamente – Meué-rupé.
Valente (valentia) – Kirimáuaçáua.
Valor – Kirimauaçáua.
Valor (coragem) – Piáuaçú.
Varrer – Piíre, iapiíre.
Vassalo – Miaçúa.
Vaso (para conter água) – Igaçaba.
Vassoura – Tapixáua.
Vazante – Paranátipáu.
Vazio – Quaia, Iporai~ma.
Veado – Çuaçú. Veado grande do tamanho de uma novilha – çuaçúapára.
Vegetal – Já.
Vela – Çutinga.
Velha (mulher velha) – Uaime, uaimi~.
Velho (homem) – Tuiué.
Velho(a) (coisa, animal) – Aiua. Homem velho – Tuiúé. Mulher velha – Uaimi~.
Vênus (estrela) – Iací-tátá-uaçú.
Vento – Iuítú.
Verdade – Çupí.
Verdadeiro (de verdade) – Eté.
Verde – Iakira.
Vergonha – Tí, Ti~m.
Verme – Itapurú.
Vermelho – Pirãnga, pirain.
Vestir – Iumundéo.
Vinagre (água azeda) – Içái.
Vinho – Kaui~-piranga.
Viola (instrumento com 3 cordas de tripa) – Guarará-péva.
Vir – Iúre.
Vivente – Guára, cuara, uára.
Vizinho – Ruaké-uára.
Voar – Bebê.
Voltar – Iuíre.
Vós (2.ª pessoa do plural) – Pehe~, penhe~. Ex.: Vós tendes – penhe~ perekó.

Z

Zangar – Iakáu, oiacáu.

Vocabulário Opaié

língua
chü-õrá

 

 


chü-gareyé

 

 

fogo
mitáu

 

 

casa
shüa

 

 

onça
woki

 

 

árvore
komekatá

 

 

branco
õká

 

 

um
enex-há

 

 

dois
yakwári

Vocabulário Oyampi

Pequeno vocabulário colecionado pelo engenheiro Pedro de Moura, do Serviço Geológico, por ocasião de sua viagem às cabeceiras do Oiapoque, entre Agosto a Outubro de 1931.

Anta- Tapy-i
Onça- Yauar
Pacu- Ipirá
Cobra- Moé
Mutum- Mutum
Jacamim- Yacamin
Rede- Iny
Mosquiteiro- Cainten
Vara- Urá
Vara de canoa- Tacary
Porco do mato- Taiaú
Traíra- Tarí-ut
Unha- Epoanpen
Nuvem- Euaá
Vento- Uitú
Mosquito- Mapiry
Borboleta- Paname
Ilha- U
Jacaré- Yacaré
Dormir- Aké
Levantar- Epuan
Comer- Imbi-ú
Coçar- Ecancáin
Cuspir- Erenú
Jogar fora- Emomó
Cortar- Ecuxy
Caminho- Peé
Ir, caminhar- Ecoá
Voltar- Eiot
Montanha- Uiritú
Pai- Tacurú
Rio- Urampupê
Árvore- Euêrá
Céu- Uaá
Estrela- Aitatá
Lua- Iaê
Sol- Coaraê
Hoje- Anguê-é
Amanhã- Coí
Ontem- Coé
Chuva- Amane
Água- Y
Terra- Euê
Canoa- Yar
Remo- Pucuitá
Irmão- Urupá
Irmã- Ecunhã
Arco- Pairá
Cabeça- Eacang-ê
Boca- Iurú
Dente- Eraín
Nariz- Ecin
Olho- Elêá
Cabelo- Apirá
Dedo- Epó
Mão- Epoapé
Braço- Inaupê
Peito- Epoxiá
Orelha- Enambí
Pescoço- Ecucá
Bonito- Eruat
Doente- Eteconane
Febre (frio)- Ecarné
Pé- Epú
Perna- Eletumã
Joelho- Inipuman
Ventre- Erepú
Membro masculino- Eremó
Vagina- Ererequá
Sujo- Iaê
Menino- Ia-ãt
Moça- Ecunhã-cucú
Mulher casada- Arecô
Rapaz- Erá-ut
Homem- Tecó
Mulher- Uan-iuin
Não- Any
Sim- On-on
Folha- Caá-ró
Viagem- Aió
Tapiri- Taperé
Casa- Ocá
Vila- Oiequá
Muito- Iatut
Pedaço- Bity
Mercadorias- Eremy-on
Ferida- Cassapá
Deitar- Aket
Assobio- Timunhe-ê
Tosse- Euu
Salto (cachoeira)- Etú
Quente- Acú
Vem cá- Eiut
Vai embora- Ecoá kenê
Corda- Curauá
Ombro- Eaxiú
Queixo- Erenoá

Vocabulário Paricuru

Bom dia Aitniê
Cabeça Piteuê
Cabelo Ucepnun
Olho Piutê
Orelha Otaibi
Língua Pinênê
Dente Uaibum
Beiço Uqueribê
Pescoço Pibietá
Braço Uani
Mão Uacrú
Dedo Uacababá
Unha Piquemburá
Fogo Tiquietê
Cinza Ameiê
Dia Reuquêvê
Noite Micanivêvê
Relâmpago Ororonê
Deus Hon-ucrê
Como está semá picá biane
Estou bom nacabainã
Sol Kamuy
Lua Kairê
Chuva Moraúcá
Trovão Didriê
Chefe Hinapitire
Rio Uaricô
Madeira Hanran
Casa Paity
Mulher Tinogbne
Homem Auereqbnin
Pomba galega Tucuá
Canoa Homumrun
Remo Poraytê
Menina Rimanovrio
Menino Taquariê
Pote Tukurú
Farinha Pupeyê
Água Onin
Pássaros Corriprá
Laranja Oraçú
Jacaré Paránienê
Mandioca Kenerê
Macaxeira Auavrupá
Milho Maiky
Flecha Yakote
Arco Medréte
Boca Pinomá
Cunha Nanen
Vou passear Tadá non bene
Chegar Corináda nú
Vou-me embora Lamêtieká
Cachorro Peurú
Gato Knskin
Anta Anrudrikre
Paca Uraná
Cutia Bocutrú
Não Kanká
Sim Yé
Talvez Renkê
Vem cá Baraytá
Comida Ayiçá
Estou com pressa Naiuauna
Bengala Payrá
Garoa (dança) Iuty
Tabaco Airê
Mãe Pinarú
Vai para casa Chitipinuête
Estou doente Caraipy
Boa noite Maiequê
Traz Euqnin
É bom Breuri
Eu quero Moepquiquere
Não brinca Careuhumrá
Você Piço
Faz este cigarro Kendmam him hum
Você quer? Bapmum acabne
Não quero Camnu acabne
Estou zangado Nadron-hin
Eu vou onde vocês estão Natay-uty
Eu vou com vocês Natay-hapty
Estou cansado Namabip
Peixe Immã
Papel Katá
Cachaça Paratuene
Beber Rerapá
Caxiri Cascary
Tanga Necam-sauê
Tinta Enretêd
Ovos de galinha Jacarahiené
Obrigado Kibeinê
De quem é isso? Cada hinê
É meu Ddarran-hun
Senhor Kiavriê
Enxotar a galinha Ipocu-tacaracá
Estrelas Urapiupiú

Vocabulário Palmela

anere filho
cape céu
emate peito
enacone mãe
pakone pai
piurxure rapaz
tamoate ancião
weshe campo

Vocabulário Panará

Abreviaturas: S = Saint-Hilaire; M = Martius

abaixar- punó (Pronuncia-se pú nó)
abelha- inpençú, inpennunçú
aberto- çâkrê
abóbora- kukút
abraçar- tiçámpê
abeirar- tiprémópín (Pronuncia-se ti pré mó pin)
abrir- tiçákrê, kaçúkiápo
acender- tiçápô
achar- típiâ (O acento tônico recai em ti)
aconselhar - tiçakión
acudir- timanká, timançá, kuaná
adivinhar - çámpápén
adular- tinunçê
adulto- çutékiát
afogar- tinkônópín (Pronuncia-se tikô nó pi)
afundar- iókâa (Pronuncia-se ió kâa)
agarrar- timpá
água- inkô, nkô. Incó (S e M)
agulha- kiôkín
ajudar- kuatã iâ (Pronuncia-se kuá tan iâ)
ajuizado - çampátêt
ajuntar- topión
aldeia- kukré
algodão- açôt, ançôt
alumiar, iluminar - tiuakuá
alto- ípia (O acento tônico recai na primeira sílaba)
alegrar-se - tiçuákin
amansar- timaçônón
amar- tikapián
amargo- çô, unkué
amarrar- tinapré
amendoim - çâtí
andar- tikúemán
andorinha - kióçúpa (É paroxítono)
ano- kréntót (Pronuncia-se kré ntót)
anta- kiút
anzol- kutuím
apagar- tipín
apalpar- tinunkuê
aparecer - iápupô
apertar- ticykiápy
aprender - kuaácytê
aranha- cêcê
arapuá- ikián
araticum - krikrí
areia, areião - kuká
areia quente - ankiókuká
ariranha - iópaçán
arma- atóme (Pronuncia-se á tó me, sendo o e mudo)
arrancar - tiúátó
arrastar - tikré
arredar- tinamé
arredondar - tiçápôpô
arremedar - tiçáném
arrepender-se - tapyindé
arroz - tançê
articulação- çuktú
asa- çaaci
assado- tikámán
assar- icryamatiká
assentar-se- icín
assoviar- çakepô, çakepôa
até- tén
atirar- tópimán, tikuató
atoleiro- inkué
atravessar- iundé
avô- tapúpiâ
avó- tatúpiâ
azedo- çôá
azul- apánápiâ (Pronuncia-se a pa nán piâ)
baba- çancou
babar- çankôtén
baixo- kakián
banana, bananeira - pakáu
bandeira (tamanduá-) - batutünán (Pronuncia-se ba tu ti inán)
banhar-se- paçuán
barba, barbudo - çampancê
barranco- intókrê
barreiro (lugar onde a caça come terra impregnada de sal) - çunkué
barrigudo- iápytú
barro- unkué
barulho- akókó
batata- iútú
bater- tinápré, tinâprê
bater palmas - cykiápópó
beber- pakón
beber água- inkômán
beijar, beijo - tipén
benjoí (abelha) - kun
beliscão, beliscar - tikondê
berne, berneira - puçú
bexiga- icê
bexiga natatória - tráko
besouro- cinakôkô (Pronuncia-se cin nankôkô)
bezerro- putinacêkián (Pronuncia-se pu ti na cê kián)
bicho-do-pé- patê. Paté (M e S)
bico- çakiát
bigode- çapancê
boca- çakuá
boca pequena - çakuápú
boca grande- çakuáinán (Pronuncia-se çá kuá in nán). Bocca chapê (M) chapé (S)
boi- putinacê (Pronuncia-se pu ti na cê)
bom- pan, tmampé, temampé. Impeim-paré (M) impéimpãré (S)
bonito- tompé. Itompeiparé (M) itompéipãre (S)
borboleta- cióió (Pronuncia-se ci ió ió)
borrachudo (mosquito) - pomancí, pomanxí
bordoada- tikucry
braço- ipá. Ipa (M) ípá (S)
bravo- acê
brasa- çakiát
branco- katétét. Macacá (M) cacatéta (S)
brejo- inkué
brigar- tapininkikô (Pronuncia-se ta pininin kikô)
brilhar- tiúaká
brincar- tinunkiâ (Pronuncia-se ti num kiâ)
broto- iató
bruto- çampánón
buriti- kuáçô
burro- kitaçãoén. Kitaschá (M)
buscar- koatápypy

cabaça- çacêinkô
cabeça- kián. Icrián (M)
cabeçudo- kiánnón
cabelo- kin, ikin. Iquim (M e S)
caçador- çuácêpé
caçar- tiçuácêêmán. Cubupapa (M)
cachaça- inkôço. Incoja (M)
cachimbo- adenakén (Pronuncia-se a de na kén)
cachoeira- tókót
cachorro- ióp. Robu (M)
bom cão- iópticuá, çuácêpé
caçoar- tinunkiá
cágado - ksué
cagar- koêmán
cair- iutén
caititu- tónhót
caixa- akô
calango- çukrenián (Pronuncia-se çu krén ián)
calar-se- iúacryn
calcanhar- pakiát
calçar- kiátápenkiá
calor- pánge (e mudo)
cama- páá. Iunquatú (M)
cambabucha- kôiôn
caminhar- ikuemán
caminho- pir
camisa de homem - mópenkiá
campina - kakê
cansar-se- ikâentót
cana- penkô
canela, tíbia - ité
canoa- pôk
canudo- ité
caolho- intónó
capim- itú
capinar- tinárémán
capivara- intán
cara, rosto, fisionomia - intó
cará- kêôkrít
caramujo- intunnacê
carne- in, cin. Jóbo (S)
carne de vaca - putinaçâín (putina-schain) (M)
carrapato- katitê
carregar- titú, tiçupiâ
caruncho- cynkô, cykô
carvão- çakiãt
cãs- kiánpô
casa- kukré. Uncuã (M)
casar- tiçapiô. Zapio (M)
casca- çakê
cascalho- iô
cascavel- apát
casco- çukôkô
cascudo (peixe) - pêiténtén
castigar- tináprê
catinguento- cipuça
cauda- çampy
cavalo- kitacê, kitaçâ. Iquitachó (S) iquitacho (M)
cava- kré
cavar- tikré
caveira, crâneo - ikxí
cego- intokré, intonó
cera- ipencê
cerrado- indió, psunkô
cervo- impótí. Impoti (M)
céu- pukuá
chamada, chamar - timâkâ
chapéu- kéupió. Kiapio (M)
chato - ipió
cheio- iunó
córrego cheio - iúnóinkô (Pronuncia-se iú nó inkô)
cheirar- tipén
cheiroso- çâpé
chifre- ípa (paroxítono)
chifrada- ipâre
chocalho- çancryt
chorar- inkúe
chover- intá
chupar- tinançá
chuva- intá
cinza- ampió
cisco- akrêkrê
claridade- iáká
cobertor- pinnakipión
cobra- ankán
cobrir- tipió
coçar- tinukrê
coco- kutó
coice- tinanán
coité [ou cuité] - terenêt
coivara- pâtê
colheita- koatátukú
colocar- tiçáá
comadre- iundêkúa
comer- tikukrén, cikukrén, tikrén
compadre- iundê
comprido- i, íre, iguir (Pronuncia-se o gui como em guitarra)
conhecer- napupiâ
conselho- tiçakión
contar- tiçuçá
cópula- prenxê
copular- pinnapinnín
coração- inkôkrê
coragem- imóiámpápa
corda- prió (Pronuncia-se prin ó)
corredeira- kiánindé (Pronuncia-se kiá nindé)
córrego- inkô
correia- ptukô
correr- iútén
correr o peixe - timutén
cortar- tiçakê
costa, dorso - ikpún
costela- inôci (Pronuncia-se in ô cí)
costurar- tiçapôpô, tiçutóó
cotovelo- pakuçú
couro- iké, ptukô
cova- cuakré, kré
cova onde é assada a carne - burubú
coxa- inkré. Icria (M e S)
cozinhar- tikuçáamán
criancinha- ióntué
crina- krin
crista- çací
cuia- pê
cuidar, zelar - tiçuánácênató
cunhado- kiántú
cupim- kôiôt
curar- kuatámunató
curto- ipió
cuspir, cuspo - çankô
cutia- ikiánnacê
dança, dançar - itóómán
dar- timoçô, timonçô
dar pescoção - tiputampín
dedo- çukiá
defluxo- çôióp
defloramento - indenakanhón
deitar- timó, iúnó, panómán
deitar-se- nóómán
demorar- iókêtupô
dente- çuá. Chuá (S) chua (M)
depois- cimamuí (Pronuncia-se ci ma muí)
derrubar- kimpá
desatar- tipó, tapupó
descer- iápúng
descobrir- tapuató
desconfiar- tiçuánén
desdentado- çuánón
desdenhar- tinanká
desejar- cenákêkê (Pronuncia-se ce ná kê kê)
desembarcar- iátó
desejo- bokuató
dia- iáká
diarréia- cinnankô
direito- atâtôt
disforme- anká
dó- iúnky
doce- cicí
doença- iámpiôató
doente- kitatí
doer, dor- titunçá
dormir- panhót
doido, louco - intómampán
dourado (peixe) - kâkiâ
dois- ambrendá
duro- tót
ema- mahán
embira- prinnhón
encher- tinakrét
encolher- timatêt
enredeiro, intrigante - çuánéntópé (Pronuncia-se çuá nen tó pé)
ensinar- timuçakré
entrar- icêêmán (Pronuncia-se i cê ê mán)
entristecer- iáprempé
enxada- çapáia
enxugar- innín
enxurro- iankôçô
enxuto- iúnín (Pronuncia-se iú nin)
ereto, erguido - içáme (e mudo)
esbarrar- tikonkún
esbordoar- tikucy
esconder- ipintó
escurecer- tinánán (Pronuncia-se ti ná nán)
escorbuto- çukiatú
escorregar- tinugrê
escrever- çukiómán (Pronuncia-se çu kió mán)
escroto- inkré
espantar-se- tiçakiá
esperto, agir - iútén
espinha de peixe - tepacê
espirro- çakrít
esquecer- iátêçampánón
estender- timuçúnkuátú, kuatáunçún
estimar- tikopián
estômago- impá, tukê
estreito- ikít
estrela- ançuti. Amschui amsiti (M) Ansiti (S)
estrepe- tipáansôe
excremento- aín
faca- káaçôa
falador, tagarela - çuánéntókót (Pronuncia-se çuá nén tó kót)
falar- tiçuánén (Pronuncia-se ti çuá nén)
farejar- tipén
farinha- panatá. Panatá (M) (Pronuncia-se pa na tá)
faro- çoçutén
fartar- tinakrét
fazer- tikêmán
febre- kitatí
fechar- tipió
feijão- tatacê
feio- tómanká. Intomarca (M e S)
fêmea- pranxí. Anta fêmea = pranxí kiút
ferida- kótita
ferir- tánsuén, tansuê
festa- Veja pagodeira
filho- ipán
filhote de ave - intó
fino- pan
fisgar- tuánsuê
flor- inhánhán
focinho- çâkrê
fome- inkiêto
fonte- inkôtókót
fogo, fogão, fogueira - icry. Fogo itchiú (M)
folha- póraçô. Parachó (M)
fora!- iátó!
formiga- çârutí
forte- pacitôt
fraco- pacikiôkiô
frio- ikíh, kir, namukíh. Kiúti (M)
fugir- iútó
fumaça- çukún
fumar- tipô
fumo, tabaco - aréne. Arená (M) (O último e de aréne é mudo)
furar- tikén, tikêmán
gabiroba- çunkretón
gafanhoto- hitócrít
galinha- xinunxí. Antovehú: Schuninsi (M)
galo- çuunxinunxí. Schaninsischumá (M)
ganhar- timoçón
garoa- iúnguêitá (Pronuncia-se iú unguê itá; soando o u na sílaba guê)
gasto, usado - totún
gato- iómpampé
gatinho- iómpanpépán
gengiva- çuáín
genro- pôkiá
goela- çunkiôt
golpe- tikurciê
golpear- Veja golpe
gordo- nansuê
gostoso- nacicí
goiaba- kuánháp
grande- inán, nan, ti, pó (Inán pronuncia-se i nán)
grilo- kôxí
gritar- íkâ, ikâa
grosso- inán (Pronuncia-se i nán)
guardar- tiçâa
guariba- ipút
guariroba- toncinhón
guerrear- tapentikuá
guiar- timançuá
há tempo- tóputún
homem- impúará. Itpe (M) impuaria (M e S)
imbé (cipó)- apiákâ
inchar- tinakrét
íngua- inakrét
inteiro- atãimótó
ir- pakuêmán
irara- kiókió
isca- çuióp
iscar- tiuansuê
jabuticaba- kréntíne (e mudo)
jacaré- intókóçúme (e mudo)
jacu- ptámampé
jacutupé- cêkríta
jacutinga- napiápán
jaó- pakón
jataí (abelha) - skotén
jatobá (árvore e fruta)- ampô
jaú- inán, tepinán
jaú amarelo - inánpé
jenipapo- ampiôtí
joelho- ikón
jogar, arremessar - temamián
judiar- tinaprê
labareda- ipõ
lábio- çakuá
lagoa- inkô
lágrima- Veja chorar
lambari- tépán
lamber- tinuntuâ
laranja- ksuçoâ
lavar- içuêmán
lavar no rio - paçuêpakrémán
lavrar- tiçakê
leitão- keuacêpán
leite de mulher - çuncê
leite de vaca - putinaçáncê
lembrar- iápuçámpapót
lenha- icry
levantado- tiçán
levantar- paçamán, iúçán
levantar tarde - içontakaiê
leve- nakrit
levar- imótó
ligeiro, veloz - tiprémópín, kuaprémuçá
limpo- knópô
língua- çuntót
linha- cê
linha de anzol - kutuíncê
lobo- pu
lograr, enganar - tópiâmani
lombo- çapatinín (Pronuncia-se ça pa ti nín)
longe- apéne (e mudo)
lontra- iópacê (Pronuncia-se ió pa cê)
lua- ptuá. Putuá: pturuá (M) puturuá (S)
luar- ptuaçô
macaco- ikô
macaúba- kutó
machado- kêur
macho- çuún
machucar- tiçapú
machucado- tipiatê
madrugada- iúnunté (Pronuncia-se iú nun té)
madrugar- timputakún
mãe- tíkâ. Unisi (M) (O acento tônico no i em tíkâ)
magro- pipré
mama- çuncê
mamar- tiçômán, tiçôêman, tipiáçômán
mamão- kanankón
mambucão, abelha - intó
mamona- priticy
mandaçaia, abelha - ikôçún
mandaguari, abelha - amprê
mandar- tiçantó
mandioca- kúa
mandi- kósétí
mangaba, mangabeira - ankêuacê
manhã- iaká imputiapató
manso- acênón
mão- cykiá
marimbondo- prépet
marido- pínpiâ (O acento tônico recai em pin)
mastigar- tikú, tikrén, tikutikrén
matalotagem- timôaián
matar- tipín
mato- iómamán, indióme, ió. Inrmú (M)
medo- timpákêkê, iámpákêkê
mel- inpén
melar, tirar, extrair mel - ótapupô
menino- piúntué, téprín, iprínra. Pintué (M)
menina- priará (Leia-se prin ará)
mentira- namím
merda- Veja excremento
mergulhar- içuámán
meu- iákiáma (Paroxítono)
mexer- tinunkiâ
milho- môcê, môcy
miados- taimunpé
moça, donzela - çuncêkiânakót, piuntué. Itpentié iprontuaria (M)
moço- piúntuará
moela- ikén
molhado- ikó, inkó
molhar- tinkó
mole- pépét
morcego- incêp
morder- tinsá
morrer- iútú, ipintó. Itú (M)
mosca- puçú
mosca doméstica - pómánx, koçuátét
mostrar- timupián, timâçún
mudar- iáputó
mudar os dentes - içuánó
mudo- pennón
muito- apépén
mulher- intié, intiérá. Intiera (M e S)
murcho- iúçô
murici- tékián
murro- tiçápú
mutuca- kôkôt
mutum- ptémampé, ptemaçô
namorar- tikôpián
namoro- taimópián
não- manniá
não responder - iômontimpá
não trazer- cimamapikuí (Pronuncia-se ci má má pi ku í)
nariz- çâkré. Chacaré (M e S)
narigudo- çakênán
nascimento- iinguuê (Pronuncia-se in gu u ê)
negacear- tihikót, tinkót
negro- tepanhó. Tapanio: cotú (M)
neto- tánpiâ (Acento tônico em tan)
nhambu- antó
ninho- çacê
noite- ptikô, ptukô
nu- imaçapô (Pronuncia-se i má çá pô)
nuca- impút
nunca- tapundé
nuvem- iputukô
odiar- inkí
olhar- tiçumpún
olho- intó, ntó. Intó (M e S)
ombro - ikón
omoplata- çukié
onça- napiá
ontem - kóramán
orelha- çukré. Chuceré (M) chiccré (S)
osso- ité
ouvido- çukréçuákré
ouvir- timpá
ovo- inkré
ovo de galinha - xinunxí ikré
paca- inkiá
pacu- ksukié
pai- vóçúm, uçúm. Usúm (M)
pagar- timançón. (Pronuncia-se ti man çón)
pagode, dançar - itóuacê, tóuacê
pálpebra- intóçó
panela- kukiáto
papel- púankákikô, púakákikô
papo- çunkiôtú
parar- iápuçán, timâkâa
parede- pâr
parir- inguuán (Pronuncia-se in hu u án)
parto (secundinas) - çuankôpót
passear- kbú, kubú
pato- iêumatí
pau- pêr. Poré (S) (Pêr leia-se como peur francês)
pé- ipá. Ipáá (M e S)
pedir- tiçuçuê
pedra, pedreira - iô. Pedra keni (M)
pegar- tipúe, kimpá
peidar- ikuâ
peito- çukôt. Chúcoto (M) chucóto (S)
peixe- tép. Teto: topú (M) tépo (S)
pênis- impú
pena- inkún. Impantsa (S)
pente- kâkiâ (O acento tônico em ki)
pentear- tikiákê
pequeno- pan, pú. Ipauré (M) ipansé (S)
perdiz- pekê
perigo- iatêpetukô
sem perigo- inniókuacê
perna- ité, ikrén
pernilongo- puçú
perto- apêmán
pesado- çutín
pescador- titunómém
pescar- çuótó
pescoço- impút. Impudé (M)
pilão- açuaká
pinicar, beliscar o peixe - tinçá
piolho- ankô
piracanjuba- kápóa
piranha- ksuké
piscar- kuánán
plantar- tikré, tikrémán
poção, poço grande - çakén
poço- inkôkré
podre - kêuaçaín
poeira, pó- tinkiôtuçáa
poita- çuóto
pomba- kutití
pombear- tónkót
pontada (dor) - krépôpô
pôr- tapuçí
porco- kêuacê
porrete- içôto
porta- çakuá
porta aberta - kamiçakuá
poupar- tapucê
praia- kuká
preguiçoso- çuanká
prender- tinapré
prenhe- tupót
preto- tépanhó. Tapanió: cotú (M) tapanho (S)
prisão, aprisionamento - kimpá
puxar- tokré
pular- çankrí
pulga- kiançú, kôçúpán
pulo- iútó
quadril- ikón, ikrê
quati- kuticê
quebrado, quebrar - tikún
queixo- çakiát
queimar- tikáá, tipô
queixada- ankiô
quente- akiô, ankiô
querer- mâkiá, mukiá, imamuçón (Pronuncia-se i ma mu çón )
rabo- çampá, çámpy
raio- acê
raiva- inkí
raiz- çarê
ramo- pôr
rapadura- pêín
raposa- panpé
rasgar- timantikâr
rasto- ipáa, ipáá
rato- ançô
rasoura, lugar raso do rio - krénón
rebojo- çaké
receber- timuçón
recusar, rejeitar - tinanká
redondo- timuntó
relâmpago- tinunán (Pronuncia-se ti nu nán)
relho- xinnampré
remar- tikúeman
remédio- pâr
remela- intóuçú
remo- kópacê
repartir- timôçakré
resistir- timampánón (Pronuncia-se ti mam pá nón)
respirar- ticê
responder- iúmokâ (Pronuncia-se iú mó ká [sic])
rio- pakré. Pupti (S)
rir- cyncy
risada- cyncykiôkiô
roça- pu
roncar- iúnhó
roxo - kannampiôpiô
ruim- ikró
ruim, gente- çuçô
saber- ticytâ
sabiá- içún
saco- impótu
sair- iútó
sal- kapaxuá
sangria- tansuá
sangue- ampiô
são, sadio- nançuá
sapatear- iútó
sapo- kretót
saracura- cytupô
sarar- tiapykôt
sarna- çunçôp
secar- pipré, ticinín (Pronuncia-se ti ci nin)
seco- cinín (Pronuncia-se ci nin)
segurar- ticepiú
semente- icí
sepultar- timâkré
seriema- ámpiâ
sobrancelha- intóçôkín
sobrinho- pakré
sogra- kokrípiâ (O acento tônico em kri)
sol- iútât, iútôt, iúktôt, iútáicí
sola do pé- ipáa
soltar- tapyndé
sono- intóketín
sonhar- iiúpintín
soprar- tiçakô
sovaco- çakré
suã, espinha dorsal - çapací
subir- iúçupín
sumir- itó
surdo- çampanón (Pronuncia-se çam pá nón)
surubi- içôa
suspender- tiçanín (Pronuncia-se ti çá nin)
suspirar- çankrékâ
tamanduá-mirim - batutí
tapera- kukré
tarde- ptentê
tatu- ankrê
terra- kypa. Cupa (ciupa) (M) cúpa (S)
testa- ikuá
teu- çakiáma
tia- citón
tição- içáátóómám
tio- çutón, citón, xitón
tirar- tiúató
tiú- akôtinacê (Pronuncia-se a kô ti na cê)
tocar, enxotar - tikón
tomar- tipêpú, tapupêpy
toque de viola - tikcén
torto- xitú
tossir- iká
toucinho- çampôatún
touro- xinakarót (Pronuncia-se xi na ka rót)
trabalhar- tikunkoamán, tiçunkuê. Schampua (M)
trazer- iópô
tremer- tentént
trepar- çupín
tripa, intestino - xin
triste- iápempré
trovoada- iúpít
um- ipút
umbigo- çuntót
unha- cykôkô
urina- iútú, icê, içôu
urinar- itumán
urrar- içumpit
urubu- kêkê
urubu, filhote de - kêkêintó
vaca- putinaxô, putinaçâ. Putinauchá (M)
vagaroso- timópiampé
varar- tansuá
varejeira- ainnicôp
varjão- çáka
varrer- tinápón
vazio- ninín (Pronuncia-se ni nin)
veado- impó, mpó. Impó (M e S)
veia- cê
velha- çuncêpó
velho- kaputún, taputún
veneno ofídico - tinsáanhán
veneno vegetal - koatámastuarê (Pronuncia-se koá tá mas tuarê)
vento- çakô
ventre- impá. Itú (M e S)
vestir- çakú
vida- iápukôt
vigiar- tiçamán
vingança- tapuató
virar a canoa - tôkupá
voar- iáputó
vomitar- çãoacin, çóancín
vontade- bôkuató
vôo- iútó, iáputó
vulva- icê
xingar, insultar - tináiô

Frases

O menino chorou. - Inkué piuntué.
Os meninos choraram. - Iakokô piuntué inkué.
Matei um jacaré. - Tinuiá intókócúme.
Matamos muitos jacarés. - Minumépá intókóçúme.
A onça brigou com o tamanduá. - Tapín kikôe napiá batutí.
Os caçadores mataram muitas onças pintadas. - Çuaçê impé napiá inkióra.
Antônio era amigo de João. - Antônio tikapián João.
Achei um ninho de urubuzinhos. - Ninupián çacêmán kêkêintó.
Quero nadar no rio. - Kimión pakrémán.
Não vejo a canoa. - Imópáçumpún pôk.
O panará matou a macaca e o macaquinho que ela tinha às costas. - Panará tipin ikô ikôpán ipumandit tiçupián.

Caçada e Pescaria

José ontem foi caçar e pescar. - José kiçuacê koramán çuátó titú menacê.
Chegando ao rio, desatou a canoa grande, nela pôs o cais (sic), rumou para a ilha, desembarcou aí e jogou os anzóis. - Pakrétén tipó pôkinán, tiçáa ióp pôk, tikkúemán iondé, iató, tmamián kutuín.
As iscas eram um coração de pato, uma perna de mutum e um sabiá inteiro e com as penas. - Çuióp inkôkré ieumati ikrén ptemançô, içún atán tmópy inkun.
De repente pinicou no anzol; estava ferrado um peixe. - Tikondê tinsá mutén; tiuansuê tép.
Retirando-o da água viu que era uma piracanjuba muito grande; tirou o anzol e pôs o peixe na canoa. - Pakrépê tapuató, taptiçumpún, tapuató kuttuin, ticê kópóa pôk namán.
Resolveu mudar de pesqueiro, foi para a ponta de baixo da ilha e pescou em uma pedra. - Namutó kapú çuókúe; kaçuókú pakiá tután, iáputó pôkpê iató iôtán.
Iscou o anzol com um pedaço da piracanjuba. Jogou-a. - Tiuansuê kutuín kapoa. Imamián.
Pegou desta vez um surubi pintado. - Tómém içôa.
Depois não pôde mais pescar por causa dos cágados. - Cimamuí apupô ksuépê krén.
Pôs os anzóis de espera em um poção e foi passar a noite no barreiro da outra banda. - Timançô kutuín çakén imócin uáká çunkué çatá iondê.
Pela meia-noite veio uma anta com duas antinhas e na mesma hora um grande mateiro. - Impô tamáia pupô ikít aípupô kiút, ambrendá kiút pan, tikônén impáinán.
José atirou rápido e a bala varou as espáduas do mateiro, que caiu morto. - José tikuató tipré mópín tokén mató çupú mutan iúty.
As antas se espantaram e dispararam no mato. - Tiçakiá inkiút, iutén ió.
Ele abriu o mateiro e os peixes. - Takiâ impó tép.
Fez uma festa que todos acharam muito boa. - Iremacikâ tóuacê tiçuáném tmompé.

Índice